Suspensão de verba do BID é mais uma frustração para quem espera pavimentação da PR 364

11 de setembro de 2015

Obras na rodovia estão em pacote de investimentos que dependeriam do empréstimo e cujo processo foi interrompido pelo Tesouro Nacional para analisar as contas estaduais

 

DSC_1081Espera pela pavimentação da rodovia, que já dura décadas, continua com suspensão do empréstimo (foto: jornal ACONTECEU)

 

Quem depositava suas esperanças no financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para ver a PR 364 enfim asfaltada, teve mais uma frustração. Os empréstimos que o governo do Paraná faria para financiar uma carteira de investimentos em infraestrutura, transportes e segurança foram suspensos por determinação do Tesouro Nacional, que antes irá avaliar a situação das contas do governo estadual.

Foram três os projetos de financiamento do Paraná parados pela decisão do governo federal. É justamente no maior deles, de R$ US$ 300 milhões, que está incluído o projeto de pavimentar os quase 50 quilômetros que ligam São Mateus do Sul a Irati, conforme anunciou o governo em março deste ano, visando melhorar o sistema de transporte de cargas no Estado e atender a uma reivindicação de décadas.

A suspensão de financiamentos internacionais também afetou outros estados — São Paulo, Mato Grosso, Distrito Federal, Paraíba e Amazonas, totalizando um montante de US$ 2,03 bilhões. A Secretaria de Estado do Planejamento enfatiza que os financiamentos estão suspensos momentaneamente e não cancelados, mas não revela muito otimismo em relação à liberação sair ainda este ano, por causa da situação também difícil das contas federais.

O coordenador de Desenvolvimento Governamental da pasta, Mauro Corbellin, disse que o governo paranaense está buscando alternativas para ter acesso aos recursos que viriam do BID. “Nós vamos dar um jeito. Como há muitos projetos de outros estados parados, podemos conseguir remanejamentos de recursos do governo federal”, informou à imprensa.

Comentários