Pavimentação da PR 364: o que podemos esperar em 2016?

29 de janeiro de 2016

Governador garantiu pessoalmente o início da obra; investimento, no entanto, ainda depende do contrato com o BID

 

864PR-364Foto: jornal ACONTECEU

 

Mais um ano se passou sem que a prometida pavimentação da PR 364 — trecho entre São Mateus do Sul e Irati — saísse do papel. Com projeto pronto, mas sem caixa para executar a obra, o governo Beto Richa prolonga a espera por uma de suas principais promessas de campanha — que também foi promessa em outras gestões durante décadas. Questionado novamente neste início de ano, o governador afirmou que a parte prática começa a andar este ano.

A afirmação de Richa foi feita diretamente ao jornal ACONTECEU na semana passada, em encontro no Palácio Iguaçu, em Curitiba, durante reunião que tratou da possibilidade de desativação da Unidade de Industrialização do Xisto (SIX) em São Mateus do Sul. “As obras terão início neste ano. Podem divulgar”, respondeu, após argumentar os impasses sofridos no ano passado.

O governo do Paraná vem divulgando melhor situação financeira em 2016, resultado do ajuste fiscal, contenção de despesas e revisão e renegociação de contratos adotados ao longo do ano passado, que teriam surtido efeito ao adequar as despesas ao orçamento disponibilizado e recuperar sua capacidade de investimento.

No entanto, o investimento de R$ 130,2 milhões previsto para a pavimentação dos 48,96 quilômetros da PR 364 ainda dependeria do financiamento do Paraná junto ao Banco Interamericano do Desenvolvimento (BID), aquele que foi barrado pelo governo federal no ano passado. A informação é do Departamento de Estradas e Rodagem (DER) que, em nota, informou que “está analisando os projetos para pavimentação do trecho” e que “o governo do Paraná está aguardando a autorização do governo federal para formalizar o contrato com o BID”.

Segundo o DER, estão parados, por decisão do Tesouro Nacional, os investimentos de US$ 500 milhões para o Paraná, além de US$ 182 milhões para o estado de São Paulo, US$ 358 milhões para a Paraíba, US$ 182 milhões para Amazonas, US$ 150 milhões para o Distrito Federal e 131 milhões para o Mato Grosso.

Em relação ao andamento do processo para pavimentação, o deputado estadual Hussein Bakri falou, durante sessão extraordinária da Câmara Municipal de São Mateus do Sul, na segunda-feira (25), que a licença ambiental liberando a obra já foi recebida.

Comentários