Licitação deserta adia implantação do Estar em São Mateus

13 de novembro de 2015

Nenhuma empresa se interessou em operar o sistema da cidade

 

DSC_0376Secretário de Segurança e Trânsito sugeriu restaurar a proposta inicial (foto: jornal ACONTECEU)

 

A implantação do estacionamento rotativo regulamentado, o Estar, em São Mateus do Sul, ainda deve passar por mais discussões. Embora a lei 007/2015 já esteja regulamentada, o andamento do processo parou por conta da falta de interesse das empresas habilitadas em prestar o serviço. A licitação para a concessão, realizada em outubro, foi deserta.

O secretário de Segurança e Trânsito, Benedito Facini, reuniu interessados nesta segunda-feira (9) para falar sobre o assunto. Disse que a Prefeitura entrou em contato com diversas prestadoras do serviço divulgando o pregão, e que, após a licitação deserta, retomou contato solicitando justificativas para o não interesse. Três empresas responderam a solicitação e seus argumentos foram reunidos em um documento para embasar novas providências em relação ao projeto. “Com essas respostas, fiz considerações propondo que se restaure a proposta inicial do Estar”, explicou.

O jornal ACONTECEU solicitou à Secretaria de Segurança e Trânsito estas considerações, mas não obteve retorno até o fechamento desta edição, pois o documento ainda não havia chegado à Câmara Municipal e ao gabinete do Executivo, destinatários principais. Na reunião, o secretário resumiu que a falta de interesse se deu basicamente pelo faturamento pouco atrativo para as empresas, considerando os custos estimados para operação do serviço.

A concessionária contratada ficaria responsável pela implantação, operação, manutenção e gerenciamento do sistema de estacionamento rotativo, cabendo à empresa também providenciar e manter as sinalizações necessárias. Facini disse que se a licitação tivesse sucesso, a expectativa era que o Estar estivesse implantado até abril de 2016.

Comentários