Reunião do Conseg discute municipalização do trânsito, câmeras de segurança e vistorias em bares

14 de novembro de 2014

Município informou que trânsito de São Mateus do Sul já está municipalizado, podendo ter início as modificações previstas no centro

DSC_0590

O Conselho Municipal de Segurança (Conseg) se reuniu, na última terça-feira (11), ocasião em que a municipalização do trânsito entrou novamente em evidência, mas agora com novidades. A reunião recebeu a presença do secretário de Finanças Marco Justi e dos vereadores Luiz Cesar Pabis e Antonio Wilson Waligurski (Bira), que informaram a conclusão do processo, permitindo agora que as modificações previstas no trânsito são-mateuense possam ter início.

Entre as mudanças, estão previstas a implantação do estacionamento rotativo regulamentado, o Estar, a inserção de guardas de trânsito e as alterações no sentido de ruas. O município informou que todas as mudanças serão apresentadas à população em audiências públicas, já previstas para acontecerem nos dias 19 e 26 de novembro e 10 de dezembro, no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).

Na ocasião, ainda foi esclarecida a aquisição das câmeras de segurança no centro, que é um investimento do município, mas que abre para os comerciantes a possibilidade de que suas câmeras particulares já existentes sejam monitoradas dentro do mesmo sistema.

Também foram propostas soluções para um problema surgido com a alimentação da Polícia Militar e Civil, responsabilidade do Estado, mas que vinha sendo realizada pela Prefeitura, que teve de parar com o fornecimento devido a impedimentos legais, gerando grande problema aos policiais.

Ainda foram apresentadas as ações de vistorias que ocorrerão em bares, restaurantes e lanchonetes, verificando condições de higiene e documentação, além de outra ação em relação ao comércio informal.

Por fim, foram debatidas as infrações que são cometidas frequentemente em relação ao corte ilegal de árvores que estão nas calçadas — apenas o município tem o poder legal de realizar as podas e corte das árvores, independente de quem as plantou.

Foto: jornal ACONTECEU

Comentários