Por telefone, bombeiro orienta pai a salvar bebê engasgado

03 de julho de 2014

Em uma situação de corrida contra o tempo, orientações do profissional e serenidade do pai foram fundamentais para evitar maiores consequências até a chegada da ambulância

 DSC_0069

Uma criança com duas semanas de vida foi salva pelo pai, na manhã da última terça-feira, 1º, depois de ele receber orientações de um bombeiro por telefone. O bebê havia se engasgado com leite e, enquanto a ambulância estava a caminho, o profissional conduziu o pai na realização do procedimento de salvamento, que foi primordial para a vida da criança.

A ocorrência aconteceu na vila Verde. De acordo com o sargento Prestes, constatada a situação de engasgo com líquido, ele detalhou o que o pai da criança deveria fazer, ainda tentando fazê-lo manter a calma. “Como se tratava de líquido, havia o risco de a secreção ir para o pulmão, então pedi que ele mantivesse o bebê em posição lateral e fizesse pressão, por meio de leves batidas, nas costas da criança, na área entre as duas escápulas”, conta. Com a medida, o líquido foi expelido e a criança voltou a respirar. Com a chegada da equipe da ambulância, o restante do atendimento foi conduzido pelos profissionais.

Com carreira de 26 anos no Corpo de Bombeiros, o sargento Prestes afirma que já acompanhou situações semelhantes, mas nunca havia vivenciado a ocorrência, usando o telefone para orientar no atendimento. “Nestas situações, o tempo conta muito, e até a chegada da ambulância para o atendimento, lesões poderiam agravar o problema, no caso de a secreção chegar ao pulmão”, explica, feliz e aliviado pelo trabalho ter tido resultado positivo. “Devo parabenizar o pai da criança, que fez tudo corretamente e conseguiu salvar o bebê. Ele foi o herói”.

Comentários