Número de homicídios na região de São Mateus cai 33%

18 de julho de 2014

Capital do xisto, no entanto, é a cidade que aparece com mais registros entre as 9 da área integrada local

O relatório estatístico criminal, divulgado na última semana pela Coordenadoria de Análise e Planejamento Estratégico (Cape) da Secretaria Estadual de Segurança Pública, mostra queda de 33% do número de homicídios dolosos na Área Integrada de Segurança Pública (Aisp) de São Mateus do Sul. A redução vai ao encontro da média estadual, também de queda, no que se refere ao primeiro trimestre do ano, em relação ao mesmo período do ano passado.

O número de homicídios dolosos (quando há intenção de matar) é o principal índice utilizado mundialmente para avaliar os resultados na área de segurança pública. Os dados servem para orientar e planejar as ações das polícias.

Conforme relatório, foram 705 ocorrências de homicídios dolosos registradas de janeiro a março deste ano no Paraná, contra 747 nos três primeiros meses do ano passado — queda de 6% no Estado. Com base nos resultados de cada uma das 23 Aisp, o relatório de crimes relativos a mortes demonstra que a redução dos homicídios dolosos ocorreu em mais da metade das regiões do Paraná (13). Em outras quatro, o índice dessa modalidade de crime permaneceu estável.

A maior queda no índice, de 64%, foi na região de Cornélio Procópio, no Norte do Estado. Entre as demais reduções estão as de Jacarezinho (-45%); de Apucarana (-47%); Paranavaí (-30%); Toledo (-4%); Cascavel (-30%); Pato Branco (-38%); Guarapuava (-33%); União da Vitória (-38%); São Mateus do Sul (-33%); Ponta Grossa (-6%); Paranaguá (-17%) e São José dos Pinhais (-11%).

Em nossa região, que abrange nove cidades, houve quatro ocorrências de homicídio doloso no referido período — três em São Mateus do Sul e uma na Lapa. Também na Lapa, houve um registro de lesão corporal que resultou em morte.

Comentários