Dnit ainda elabora projeto para reforma de passarela

17 de outubro de 2014

Estado crítico do trecho preocupa, pois danos originados de erosão vêm aumentando e atingindo também a rodovia

805passarela

Os pedestres e ciclistas que utilizam a passarela junto à BR 476 após a ponte, sentido vilas Verde, Palmeirinha e Jardim Santa Cruz, ainda vão precisar desviar do trecho danificado, arriscando-se pela rodovia, por mais algum tempo. O jornal ACONTECEU entrou em contato com Departamento Nacional de Infraestrutura e Trânsito (Dnit), que não deu perspectivas claras de quando o trecho será consertado.

Vários meses atrás, uma área da passarela foi tomada por rachaduras, provavelmente por causa de erosão, que rapidamente aumentaram até que a pavimentação cedeu totalmente. Atualmente, o chão cedeu a ponto de levar junto até mesmo as muretas de proteção da rodovia, cenário que continua piorando.

A Prefeitura Municipal chegou a informar que enviou um ofício ao Dnit, responsável pelas rodovias federais, pedindo providências. Há poucas semanas, o asfalto na BR 476 recebeu recape, mas a passarela foi ignorada, fora do projeto.

Em nota, a Superintendência Regional do Dnit no Estado do Paraná informou que o contrato para restauração do segmento em questão da BR 476, na saída de São Mateus do Sul, está na fase de elaboração do projeto básico. Após essa etapa, será realizada a licitação para definir a empresa responsável pelas obras. O Dnit não deu prazo para a efetiva realização das obras.

Foto: jornal ACONTECEU

Comentários