Delegado apresenta ações da 3ª SDP na Câmara

12 de junho de 2015

Nagib Nassif Palma falou sobre estrutura, resolução de crimes, superlotação e sobre a questão das mulheres detidas

 

IMG_5701Delegado resumiu as ações promovidas desde que assumiu a 3ª SDP, em 2013 (foto: jornal ACONTECEU)

 

A sessão ordinária da Câmara Municipal de São Mateus do Sul desta segunda-feira (8) contou com a presença do delegado da 3ª Subdivisão de Polícia Civil, Nagib Nassif Palma, que apresentou resultados dos trabalhos do setor e também esclareceu dúvidas e apontamentos dos vereadores.

Para Nagib, nos últimos dois anos houve bons resultados estatisticamente, considerando a redução de vários índices de criminalidade, e também melhoria na estrutura da delegacia. Ressaltou as modificações no prédio, melhorando o atendimento à população, advogados, vítimas e familiares, e também a ampliação da equipe, que hoje conta com 14 investigadores, sete escrivães e três estagiários.

Sobre a superlotação, o delegado enfatizou que o judiciário tem se esforçado para conseguir transferir os detentos já apenados. Nagib também falou sobre a questão das mulheres detidas, que tem provocado certa repercussão negativa pelo fato de elas serem liberadas poucos dias após a prisão. “Em São Mateus não há um lugar digno para manter as detentas, então elas acabaram soltas, mesmo provocando indignação da sociedade e passando a ideia de que aqui elas não são presas. São presas e fichadas sim, mas por falta de estrutura, não ficaram detidas”, apontou. Segundo ele, com a ajuda do Conselho de Segurança está sendo criada uma cela para as mulheres e outra para menores. “Apesar de os menores terem de ser transferidos para um local apropriado, que nunca possui vaga para cidades do interior, eles permanecem nesta sala especial pelos cinco dias que a lei permite ou até 45 dias se o juiz entender que o caso requer este procedimento. Agora teremos local para manter as mulheres e os menores detidos”, disse.

O delegado também ressaltou o trabalho educativo que vem sendo realizado com a comunidade, e as parcerias com Polícia Militar e outros órgãos da comunidade que prestam apoio sempre que possível.

Entre os questionamentos, foi comentada a possibilidade de bloqueio do sinal dos celulares na área da delegacia, que hoje representam um delicado problema. Segundo Nagib, os bloqueadores mais comuns bloqueiam uma área maior que a da delegacia, além de bloquear também os celulares dos policiais, e um equipamento mais sofisticado é inviável no momento, pelo alto custo.

A sessão desta semana foi presidida pelo vereador Márcio de Lima Barbosa, o Cabo Lima, na ausência do presidente Enéas Melnisk, que representou o Legislativo na abertura da Semana do Meio Ambiente.

Comentários