Câmeras de vigilância serão instaladas no centro

03 de julho de 2015

12 pontos serão monitorados por equipe da Prefeitura, integrada com as polícias, que terão acesso às imagens em tempo real

 

03_09_14_camera-620x400Foto: Divulgação

 

A instalação de câmeras de vigilância em pontos estratégicos de São Mateus do Sul vai ocorrer em 60 dias, assegurou a Prefeitura em reunião realizada no dia 19 de junho, com representantes de órgãos de segurança do município. Segundo o secretário de Segurança e Trânsito, Benedito Facini, a compra dos equipamentos e a execução do projeto já foram licitados, e a empresa vencedora já começou a trabalhar.

A iniciativa era uma reivindicação antiga do Conselho Municipal de Segurança (Conseg), a fim de garantir o monitoramento de pontos do centro e saídas da cidade, garantindo mais segurança aos cidadãos e agilidade no trabalho das polícias diante de uma ocorrência. Conforme informado na reunião, câmeras de alta resolução, que permitam aproximação e reconhecimento de pessoa ou veículo, serão instaladas em 12 pontos, a serem monitoradas 24 horas por dia por uma equipe da Prefeitura. As polícias também terão acesso às imagens em tempo real.

Está prevista a instalação dos equipamentos no trevo da Petrobras, nas saídas para União da Vitória, Canoinhas e São João do Triunfo; na rotatória do terminal rodoviário; e junto às agências bancárias, abrangendo a Prefeitura e também a avenida Ozy Mendonça de Lima. O objetivo, ao longo do tempo, é abranger outros locais públicos de grande circulação de pessoas, como escolas, creches e postos de saúde.

Segundo Facini, o investimento é da ordem de R$ 800 mil, incluindo câmeras, fibra óptica, computadores e demais equipamentos necessários. “Os equipamentos são totalmente compatíveis entre si, com conjunto de computadores de grande memória para funcionamento e armazenamento do que for gravado, além de softwares para gerenciamento de todo o sistema”, informou o secretário. “Hoje o município gasta R$ 18 mil por mês com vigilância. Agora, com as câmeras, passamos a ter uma abrangência maior e mais eficiente”, disse. Estão previstos ainda três locais diferentes de armazenamento de dados, para evitar a perda de conteúdos, considerando que as imagens podem servir como provas judiciais.

838câmeras4

Projeto foi discutido em reunião entre Prefeitura e órgãos de
segurança (foto: jornal ACONTECEU)

Comentários