Criado Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas

16 de outubro de 2015

Entidade permite maior articulação nas ações de prevenção, tratamento, reabilitação e reinserção social de usuários de drogas lícitas e ilícitas

 

Políticas-sobre-drogasProjeto foi apresentado para várias instituições, como a Câmara Municipal. Na foto, Adelaide Minervini (foto: jornal ACONTECEU)

 

Já é lei. Após aprovação na Câmara na semana passada e sanção do Executivo no dia 9, foi criado o Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas (Compod) de São Mateus do Sul, passo importante na articulação sobre o tema que ganhou força no final do ano passado, com a integração de diversos segmentos em prol de ações de prevenção, tratamento, reabilitação e reinserção social de usuários de drogas lícitas e ilícitas.

Por vários meses ocorreram encontros na cidade que reuniram especialistas e lideranças da sociedade para abordar o combate às drogas, com atenção especial para o alcoolismo. Palestras, capacitações e programas de rádio para fazer dos participantes multiplicadores dos conteúdos abordados. A formalização do Conselho e também do Fundo Municipal de Políticas sobre Drogas agora vai permitir coordenar ações efetivas de todas as instituições governamentais e entidades civis organizadas do município. “O objetivo é criar uma estrutura afinada com as políticas públicas, para somar as iniciativas de cada órgão, fortalecendo as ações de prevenção com a sociedade e instituições”, explica Fernanda Garcia Sardanha, secretária de Saúde à época do início das ações. Com seu respectivo Fundo Municipal, o Compod ainda permite a destinação de recursos para as iniciativas.

As principais referências do projeto, explica a farmacêutica Adelaide Minervini, são ações realizadas por municípios como Campo Largo, que já possui inclusive uma Secretaria Municipal específica para o tema. Com foco na prevenção, o combate às drogas vai sendo inserido na cultura local. “Há grande incidência de alcoolismo e ocorrências policiais relacionadas ao uso ou tráfico de drogas, além do fato de encarecerem o setor público. Pensamos no princípio da política de redução de danos, abordando o tema com frequência, inserindo no currículo escolar, além de apoiar programas como o Amor Exigente e novas opções de lazer que desviem o interesse do consumo de álcool, como o Chimarródromo, por exemplo”, comenta.

O próximo passo do Compod será a realização de uma assembleia para definir seus representantes. Depois, um diagnóstico sobre a realidade do município deve orientar as próximas ações.

 

Mudança no secretariado

A então secretária municipal de Saúde, Fernanda Garcia Sardanha, passou recentemente a assumir a pasta da Casa Civil, até então acumulada pelo secretário de Finanças, Dejair de Jesus Padilha. Na saúde, assumiu a enfermeira Vanessa Santos Andrade Hancz.

Comentários