Secretário de Obras fala sobre pavimentação urbana na Câmara

22 de maio de 2015

Albari Rodrigues da Rosa foi convidado pelo Legislativo, esclarecendo dúvidas dos vereadores e também do público presente

832CâmaraFotos: jornal ACONTECEU)

 

Infraestrutura urbana foi o tema central da última sessão da Câmara Municipal de São Mateus do Sul, realizada na segunda-feira, 18 de maio. A pedido dos vereadores, o secretário de Obras Públicas, Albari Rodrigues da Rosa, esteve presente para esclarecer algumas dúvidas referentes ao trabalho da pasta, em especial os projetos de pavimentação.

Questionado pelo Legislativo, o secretário informou que foram realizados mais de R$ 5 milhões em obras de asfaltamento — cerca de 50 quadras, e que há projeto para obtenção de recursos na ordem de R$ 2,5 milhões junto à Secretaria Estadual do Desenvolvimento Urbano (Sedu). Reiterou que está sendo realizado o primeiro trecho de pavimentação da rua Antonio Bizineli, no Parque das Tamareiras, que recebeu aditivo de prazo devido às chuvas e correções, e disse que o segundo trecho, do Cepom até a Rua Iguaçu, na Vila Americana, ocorrerá daqui a seis meses, com drenagem, pista e passeio. Também informou que o asfaltamento da rua João Bettega, trecho do Distrito Industrial, foi licitada, e que há projetos na Vila Buaski, Vila Verde e Loteamento São Joaquim.

Um dos maiores questionamentos foi referente à Vila Amaral, tida como abandonada. Albari disse que vinha sendo executado rebaixamento em algumas ruas, com trocas de tubos, drenagem e passeios, mas com as chuvas e enchentes os recursos somados em cerca de R$ 2 milhões foram transferidos para a Defesa Civil, o que fez as obras pararem, assim como as operações tapa-buracos. Disse que nos próximos meses, com as contas equilibradas, as obras serão retomadas. O trecho da Rua Antonio Bizineli que vai até o início do Parque das Tamareiras será, segundo ele, refeito com pedra ferro. Declarou que o asfaltamento no trecho requer um projeto e estrutura especial a um grande custo.

Sobre a manutenção das estradas do interior, o secretário disse que foram atendidas as estradas principais e as vicinais mais importantes, declarando que não atendem a toda a demanda pela falta de maquinário. “A estrutura existente estava sucateada. Estamos seguindo um cronograma e procurando melhorá-la”, disse, destacando a manutenção da frota existente e recentes aquisições. Questionado sobre a estrutura de técnicos na Secretaria, Albari informou que hoje trabalham dois engenheiros e três arquitetos, equipe que conseguiu agilizar os processos.

Mais da sessão

Ainda na mesma reunião, foi aprovado projeto de lei que determina carga horária e salário de funcionários em cargo de comissão na Câmara de Vereadores, e crédito especial para o Fundo Municipal de Saúde, Secretaria de Educação e Secretaria de Assistência Social. Foi aprovada moção de honra ao professor Luiz Renato Zimny, e lido ofício de resposta do secretário chefe da Casa Civil, Eduardo Sciarra, informando que será realizada manutenção na PR 364.

A sessão também contou com a palavra da professora Patrícia Jonson, que agradeceu o apoio da casa em relação à situação dos professores estaduais e solicitou que os vereadores façam apelo aos seus deputados para que o governo reabra as negociações com a categoria. O presidente da Câmara, Enéas Melnisk, disse que será elaborado um requerimento para o governo do Estado e para os deputados da região, para que intercedam em favor do funcionalismo público.

832câmara-1

Observação: Na matéria “Revogado título de Cidadão Honorário de Paulo Roberto Costa”, da edição anterior, foi informado erroneamente que o vereador Luiz Cesar Pabis votou contra o projeto de lei. Na realidade, ele votou favorável, enquanto o vereador Bira foi contrário, juntamente com Omar Picheth, Geraldo de Paula e Silva e Miguel Paulo Ferreira

Comentários

Leia também:

dsc_0296

As últimas impressões de Ledur

23 de dezembro de 2016