Projetos do Karolinka, da Casa Familiar Rural e do Instituto Neotropical são aprovados em seleção que destina patrocínio da Petrobras

14 de novembro de 2014

Seleção Pública Comunidades do Programa Petrobras Socioambiental vai destinar R$ 300 mil para cada instituição desenvolver seu projeto no período de 2 anos; na região, Apae de São João do Triunfo também foi contemplada

DSC07531

Os resultados da Seleção Pública Comunidades do Programa Petrobras Socioambiental foram divulgados na última semana, mostrando quais foram as entidades beneficiadas pela oportunidade de patrocínio da empresa, para executarem seus projetos sociais. No Paraná, serão R$ 3 milhões destinados a 11 projetos, de instituições que desenvolvem suas atividades no entorno de unidades da companhia. Em São Mateus do Sul, três projetos foram contemplados, além de um quarto em São João do Triunfo, que vão receber R$ 300 mil cada um para desenvolver suas propostas no período de dois anos.

O Grupo Folclórico Polonês Karolinka, que foi contemplado na seleção anterior, com o projeto Conhecendo a Cultura Polono-Brasileira, conseguiu alcançar novamente o apoio, desta vez pelo projeto “Tradição e Movimento”, que foca na dança folclórica como meio de resgatar e promover a cultura polonesa em crianças e jovens da cidade.

A novidade foi a Casa Familiar Rural, entidade que atua na formação de jovens do meio rural, garantindo a permanência no campo e a sucessão na agricultura familiar. Seu projeto se intitula “Da Horta Mandala à Agroindústria Familiar: Saberes e Sabores do Campo”, e prevê capacitar agricultores familiares para valorizar a utilização dos recursos naturais disponíveis nas unidades produtivas familiares, além de atender os princípios da sustentabilidade e da biodiversidade. O projeto abrangerá também o município de Antonio Olinto.

O último projeto classificado em São Mateus se intitula “Moradas dos Saberes: Repensando Educação, Ambiente e Sociedade”, do Instituto Neotropical: Pesquisa e Conservação (INPCON), que vai atuar com o objetivo de implantar um espaço socioambiental referência no município de São Mateus do Sul, que atue como um centro de informação, mobilização comunitária e formação ambiental.

Por São João do Triunfo, foi contemplado o projeto “Cultivando e Incluindo Cidadãos”, da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) da cidade. A proposta é capacitar alunos com necessidades especiais para a produção de mudas de flores e hortaliças para o cultivo de horta e jardim. A iniciativa visa contribuir para o fortalecimento da agricultura familiar e ofertar iniciativas de integração e inclusão da pessoa com deficiência na sociedade.

No Paraná, a seleção fechou com projetos de Curitiba, Araucária, Campo Largo e Paranaguá.

Segundo a companhia, entre 22 de abril e 4 de julho, a Petrobras recebeu 297 inscrições de projetos sociais, das quais 65 do Paraná. As demais foram de São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Os trabalhos passaram por triagem administrativa e avaliação técnica, até a escolha final dos contemplados. As iniciativas seguem pelo menos uma das linhas de atuação determinadas: produção inclusiva e sustentável; biodiversidade e sociodiversidade; direitos da criança e do adolescente; florestas e clima; educação; água; ou esporte.

Foto: Divulgação

Comentários

Leia também:

dsc_0296

As últimas impressões de Ledur

23 de dezembro de 2016