Prefeitura apresenta finanças do 3º quadrimestre de 2015 em audiência pública

04 de março de 2016

Quadrimestre fechou com déficit na Prefeitura; Ipresmat também apresentou realizações

 

DSC_0631Foto: jornal ACONTECEU

 

Em cumprimento ao que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal, que obriga as prefeituras a apresentar o cumprimento das metas fiscais de cada quadrimestre em audiência pública, a demonstração e avaliação das finanças municipais dos meses de setembro, outubro, novembro e dezembro de 2015 foi realizada na tarde da última segunda-feira (29), na Câmara Municipal de São Mateus do Sul.

Na ocasião, o secretário municipal de Finanças, Dejair de Jesus Padilha, e o contador, Leandro Lachman, apresentaram as receitas e despesas do período, bem como a movimentação em cada função. Conforme os dados, o último quadrimestre de 2015 fechou com receita de R$ 28,2 milhões e despesas totalizando R$ 22,4 milhões, além de R$ 8,2 milhões em interferência (Câmara, fundos) e R$ 4,3 milhões em despesas não empenhadas. Mesmo com a devolução de R$ 1,6 milhão da Câmara Municipal e de R$ 1 milhão do Instituto de Previdência de São Mateus do Sul (Ipresmat), o município terminou o ano com déficit de pouco mais de R$ 4 milhões, além de cerca e R$ 2 milhões em restos a pagar. A despesa com pessoal, no período, chegou a 53,56%, quase atingindo o limite máximo pela lei, 54%.

Em relação aos investimentos, de setembro a dezembro de 2015 foram totalizados R$ 1,3 milhão, a maior parte para obras e instalações (R$ 965 mil) e o restante em equipamentos e material permanente (R$ 389 mil).

Questionado sobre as despesas do ano que precisaram ser suplementadas em 2016, e dos desafios que ainda vêm pela frente, com um ano ainda difícil e previsão de menos recursos, o secretário de Finanças disse que a Prefeitura já conseguiu diminuir essas dívidas neste início de ano, mas que ainda serão necessárias medidas de contenção de despesas. “Uma série de medidas estão sendo tomadas. É um momento de cortes e não se pode ter a ilusão de que ninguém vai sentir isso. O prefeito terá de colocar o pé no freio, sem comprometer os serviços essenciais”, comentou Dejair.

 

Ipresmat

Na mesma oportunidade, também foram apresentadas as realizações do Ipresmat no terceiro quadrimestre de 2015. A servidora Sandra Andrade informou que foi realizada uma auditoria pela Receita Federal, que não resultou em nenhuma penalidade ao Instituto, apenas recomendações. A partir de agora, a entidade deve iniciar o processo de compensação previdenciária, precisando, para isso, da contratação do software apropriado. Também já prevê a contratação de médico perito e um estagiário, além de capacitação.

Entre os beneficiários, o Ipresmat conta hoje com 169 aposentados e 48 pensionistas. O orçamento 2015 foi de R$ 11,6 milhões.

Comentários

Leia também:

dsc_0296

As últimas impressões de Ledur

23 de dezembro de 2016