Paraná é o 2º estado que menos investiu em obras nos últimos anos

15 de agosto de 2014

Levantamento feito por jornal paranaense apontou que Estado só fica à frente do Rio Grande do Sul em investimentos, em relação ao total de despesas

O Paraná é o segundo estado que menos prioriza investimentos, aponta levantamento feito pelo jornal Gazeta do Povo, divulgado no último domingo, 10. Conforme apurado pela reportagem, é o que dedicou menos verba para obras e compra de equipamentos em relação ao total de despesas, desde 2009 — a cada R$ 100 empenhados pela administração estadual no período, apenas R$ 4,90 foram destinados a investimentos.

A proporção corresponde à metade da média das demais unidades federativas, de R$ 100 de empenho para R$ 9,70 de investimentos, sendo superior apenas em relação ao Rio Grande do Sul, de R$ 100 para R$ 3,10. As informações retratam uma preferência paranaense por gastos com o custeio da máquina pública, como o pagamento de pessoal, em vez de obras, isso nos últimos cinco anos — que abrangem dois anos da gestão Roberto Requião/Orlando Pessuti e três do governo Beto Richa. Em valores corrigidos pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de junho de 2014, o governo do Estado teve, entre 2009 e 2013, uma média de despesas totais de R$ 29,486 bilhões, para uma média de investimentos de R$ 1,437 bilhão (4,9%).

Ao mesmo tempo, o Paraná se destaca pelo acréscimo de arrecadação no período. Em valores corrigidos, a receita corrente líquida do governo paranaense foi a que mais cresceu entre todos os estados no período (33,8% de aumento real), passando de R$ 19,871 bilhões para R$ 26,592 bilhões, resultado bem superior ao crescimento médio das demais unidades da federação, que ficou em 22,48%.

Comentários

Leia também:

dsc_0296

As últimas impressões de Ledur

23 de dezembro de 2016