Ledur desiste de tentar a reeleição

04 de março de 2016

Pré-candidato pelo grupo passa a ser o atual vice, Clóvis Distéfano; cenário para as eleições de 2016 começa a ficar mais definido

 

DSC_0693Foto: jornal ACONTECEU

 

A sete meses das eleições municipais, o prefeito de São Mateus do Sul, Clovis Ledur (PT), voltou atrás e decidiu não concorrer à reeleição. Desde o ano passado, Ledur vinha afirmando ser pré-candidato, mas dias atrás divulgou publicamente a sua decisão definitiva, passando o bastão para o atual vice, Clovis Distéfano.

Segundo Ledur, a dúvida em relação à pré-candidatura já era presente há algum tempo. “É difícil saber quando é o momento certo para afirmar uma decisão como essa, até porque a equipe de trabalho precisa se reorganizar”, comenta. Ele atribui sua decisão aos reflexos de toda a crise política e econômica pela qual o país passa. “Nos tempos áureos da República, dois prefeitos saíram estraçalhados, derrubados pela opinião pública. Além da comunidade exigente, pegamos um PIB negativo e não tenho uma boa perspectiva ainda para o ano que vem”, argumenta. “É muito sacrificante para um prefeito ficar oito anos em tempos ruins. Se quando o país teve dinheiro não conseguiram fazer uma gestão que a população aprovasse, é difícil quando não se tem dinheiro, ainda que tenhamos feito muita coisa sem dinheiro”.

 

Cenário eleitoral se construindo

No lugar de Ledur, Clóvis Distéfano (PSC) passa a ser o pré-candidato do grupo. O PMDB ainda deve, em suas convenções, decidir entre três possíveis candidatos: o advogado Argos Fayad, o ex-prefeito Francisco Luiz Ulbrich (Tiquinho) e o empresário Manoel Cordeiro. O vereador Omar Picheth (PDT) já afirmou pré-candidatura, assim como o também vereador Miguel Paulo Ferreira (PRB). O ex-prefeito Luiz Adyr Gonçalves Pereira (PSDB) deve tentar retornar à Prefeitura. O nome mais recente no páreo é a educadora Telma Staniszewski, pelo PP.

Comentários

Leia também:

dsc_0296

As últimas impressões de Ledur

23 de dezembro de 2016