Corregedoria do TRE realiza correição na 12ª Zona Eleitoral de São Mateus do Sul

23 de outubro de 2015

Ocasião foi para verificar regularidade do serviços prestados e trazer orientações sobre as eleições de 2016

 

854REUNIÃO-FÓRUM-ELEITORALFoto: Divulgação/Fórum Eleitoral

 

A Corregedoria do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PR) realizou, no dia 16 de outubro, uma correição extraordinária na 12ª Zona Eleitoral de São Mateus do Sul, conforme calendário de correições previsto para o ano de 2015. Os trabalhos de inspeção foram conduzidos pelo corregedor regional eleitoral, desembargador Luiz Fernando Tomasi Keppen, recebido pelo juiz eleitoral em exercício, André Olivério Padilha, para verificação da regularidade dos serviços prestados no Fórum Eleitoral Desembargador José Lemos Filho, tanto em relação aos procedimentos administrativos como aos processos judiciais.

O chefe de cartório em exercício, Jebneel Szrajia, falou sobre a finalidade educativa e preventiva do trabalho desenvolvido na correição, que equivocadamente é visto como punitivo, mas que na verdade visa orientar os servidores e adequar os serviços às normas expedidas pela Corregedoria Eleitoral do Paraná e pela Corregedoria-Geral do Tribunal Superior Eleitoral. “Estamos sempre dispostos a aprender e a aperfeiçoar os procedimentos adotados, e, na qualidade de servidores públicos, devemos desempenhar nossas atribuições com dedicação e eficiência, entregando um serviço de qualidade à comunidade de São Mateus do Sul e de Antonio Olinto de forma igualitária, sem distinções ou privilégios”.

Inicialmente, o corregedor se reuniu com os juízes eleitorais dos dois municípios, oportunidade em que repassou aos magistrados algumas orientações pontuais para as eleições municipais de 2016. Posteriormente, em audiência pública com as demais autoridades e lideranças presentes, Keppen elogiou o trabalho desenvolvido pelos servidores do cartório eleitoral de São Mateus do Sul constatado na correição, e ressaltou, em linhas gerais, a importância da Justiça Eleitoral no processo democrático.

Defendendo a valorização dos partidos e da classe política, manifestou-se contrário a campanhas difamatórias, que julgam todos desonestos, pois a considera peça fundamental à democracia, sem prejuízo dos desvios de conduta atualmente vivenciados. Sustentou, ainda, que as autoridades políticas devem desempenhar suas funções com retidão e no interesse da população local, pois é na própria comunidade que as transformações devem começar. “Antes de querer mudar o mundo, dê três voltar ao redor da sua casa”, disse o desembargador.

Marcaram presença no encontro representantes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, Polícia Civil, Polícia Militar, presidentes de partidos políticos dos municípios de São Mateus do Sul e Antonio Olinto, ex-prefeitos e outras lideranças locais.

Comentários

Leia também:

dsc_0296

As últimas impressões de Ledur

23 de dezembro de 2016