Câmara de Vereadores inicia trabalhos de 2015

06 de fevereiro de 2015

Primeira sessão do ano teve resumo de ações da Prefeitura apresentado pelo prefeito e mudanças anunciadas pelo novo presidente da Câmara

DSC_0872

Os vereadores de São Mateus do Sul voltaram à ativa, na última segunda-feira (2), dando início aos trabalhos do Legislativo para o ano de 2015. A primeira sessão do ano não contou com propostas e votações, mas com uma apresentação geral do que será feito durante o ano, propostas do novo presidente da Câmara, Enéas Melnisk. Ainda, houve a presença do prefeito Clóvis Ledur, que resumiu ações realizadas pelo Poder Executivo e ouviu questionamentos dos vereadores.

Ledur deu início à sua fala destacando os avanços do projeto do gasoduto, que deve chegar a São Mateus, e as realizações que tiveram parceria com a Câmara. Destacou as ações em relação ao hospital local e ao convênio com o Hospital Nossa Senhora do Rocio (Campo Largo); asfaltamentos a serem realizados este ano; a construção do Centro de Zoonoses; previsto para este semestre; os investimentos com as redes de águas pluviais; e o programa Cidade Digital, a ser iniciado ainda este mês.

Os vereadores Antonio Wilson Waligurski (Bira), Luiz Cesar Pabis e Omar Picheth também enfatizaram alguns avanços da administração municipal, como o atendimento individual dos cidadãos, a parceria com o governo do Estado para a instalação de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) na cidade, os R$ 5 milhões a serem investidos em pavimentação e as aquisições de ambulâncias pela saúde pública municipal.

Márcio Antonio de Lima Barbosa (Cabo Lima) indagou sobre a regularização das pendências para a liberação de verbas pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), a descentralização do Fundo de Previdência, a canalização do braço do rio Canoas e as primeiras providências em relação à revitalização da rua Ulisses Faria.

Manoel Ferretto questionou a situação econômica da Prefeitura, que teve queda de receita em 2014, com a desaceleração dos trabalhos da Petrobras/SIX, que culminaram em cerca de R$ 5 milhões a menos de repasse. “É realmente um período de recessão que estamos vivendo, e vemos os comerciantes reclamando, com razão”, disse o prefeito, justificando.

Mário Stuski perguntou sobre detalhes do Programa Porteira Adentro, sobre casas populares, vagas em creches e plano de cargos e salários. Ledur deu detalhes do subsídio do município para o trabalho de máquinas na área rural, destacou as novas creches a serem entregues para diminuir o déficit de vagas, afirmou que a Prefeitura aguarda nova fase do programa Minha Casa Minha Vida e disse que o plano de cargos e salários está em andamento.

Questionado pelo público, o prefeito também informou que em breve sairá o edital para o concurso público municipal. Ledur ainda lamentou as críticas que afirma sofrer, que geram frustração. “Existe um pessimismo generalizado, de quem parece torcer para as coisas darem errado, e muitas críticas são feitas por quem não conhece os trâmites. As críticas muitas vezes desanimam, mas seguimos em frente. Quero que as pessoa comparem o antes e depois na saúde, educação, estradas, transparência, atendimento à população”, comentou.

DSC_0889

Novidades no Legislativo

Comandando a reunião da Câmara pela primeira vez, Enéas destacou alguns projetos internos que serão implantados. Falou em reforma do regimento, implantação de uma Câmara Mirim e estudo para uma Câmara Feminina; revisão das sessões extraordinárias, publicações das atas das sessões, realização de emendas individuais propositivas e implantação de uma Ouvidoria da Câmara.

Entre as novidades, também haverá transmissão ao vivo das sessões do Legislativo pela internet, a ser implantada em breve, e mudança do horário das reuniões – a nível de teste, as sessões passarão a ser realizadas, por sugestão popular, às 19h.

Fotos: jornal ACONTECEU

Comentários

Leia também:

dsc_0296

As últimas impressões de Ledur

23 de dezembro de 2016