15 de março: Manifestantes também vão às ruas em São Mateus

20 de março de 2015

Mobilização foi pequena, mas marcou apoio ao movimento nacional que tomou as ruas no último domingo

Fotos: jornal ACONTECEU

823passeata-1

O protesto que levou para a rua mais de 2 milhões de pessoas, ao todo, em cidades de todos os estados brasileiros, alcançou também São Mateus do Sul no último domingo, 15 de março. Apesar de relativamente pequena, a mobilização local seguiu os hinos repetidos em todo o Brasil: verde e amarelo, gritos de ordem e cartazes contra a corrupção e contra o governo da presidente da República, Dilma Rousseff (PT).

Organizada pelas redes sociais, a manifestação teve início às 14h30, com concentração na praça ao lado do antigo Colégio das Irmãs. De lá, o grupo iniciou passeata que percorreu a avenida Ozy Mendonça de Lima, seguindo pela rua Ulisses Faria até o trevo da BR 476. No local, foi feito um minuto de silêncio em consideração às vítimas do acidente com o ônibus de União da Vitória ocorrido no dia anterior, na Serra Dona Francisca, e cantado o Hino Nacional. A passeata seguiu pela rodovia até a ponte sobre o rio Iguaçu, que ficou bloqueada por alguns minutos. Deram apoio à mobilização a Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Federal.

Segundo Esaú Paul, um dos organizadores, os manifestantes vieram para mostrar insatisfação com a condição do País. Durante breve discurso ainda na concentração, ele enfatizou a corrupção e a crise moral dos políticos e dos dirigentes do País, e o protesto por reforma política e saída da presidente Dilma. “Quando uma empresa vai mal, seu diretor é demitido para a empresa não fechar. Temos que trocar a direção do Brasil”, declarou. “Além de acabar com a corrupção, é necessário de forma urgente uma reforma no sistema político”.

De acordo com a organização, mais de 400 pessoas haviam confirmado presença pelas redes sociais, mas a manifestação contou com apenas cerca de 120.

823passeata 823passeata-3

Comentários

Leia também:

dsc_0296

As últimas impressões de Ledur

23 de dezembro de 2016