Atletas locais superam 32ª Maratona Internacional de Porto Alegre

19 de junho de 2015

Destaque para Maria Cristina Araújo Kuhn, que na segunda maratona de sua trajetória conquistou o 5º lugar da categoria

 20150614_104101Maria Cristina e Luiz Severo festejaram superação de mais um desafio (foto: jornal ACONTECEU)

 

A 32ª Maratona Internacional de Porto Alegre atraiu 7,5 mil atletas na manhã do último domingo, 14 de junho, na capital gaúcha. Entre elas, dois corredores locais cruzaram a linha de chegada após exatos 42,195 quilômetros da prova principal, com sentimento de vitória. Enquanto Luiz Severo Semkiw bateu sua meta pessoal em mais uma prova do seu longo currículo de 30 anos de competições, Maria Cristina Araújo Kuhn alcançou o impressionante quinto lugar da categoria, na segunda maratona de sua trajetória.

Natural do Rio Grande do Sul e há três anos morando em São Mateus do Sul, onde trabalha como química de petróleo, Maria Cristina completou a prova em 3h32min, 22 minutos a menos do que sua maratona anterior, que marcou sua estreia nas provas de 42 quilômetros. O desempenho rendeu o quinto lugar na categoria 30-34 anos e a 23ª colocação geral no feminino.

Antes disso, Maria Cristina já é figura presente em diversas meias maratonas, competindo quase todo mês pelo prazer da atividade física e da superação, presente em sua rotina desde muito jovem. “Sempre gostei de esportes. E o prazer de cruzar a linha de chegada vale qualquer esforço”, destaca.

O técnico de operação Luiz Severo, por sua vez, encarou sua 15ª maratona oficial, concluindo a prova em 3h22min. “Meu objetivo era pessoal. Queria terminar com menos de 3h25min, então fiquei muito satisfeito”, revela.

Os atletas representaram São Mateus do Sul e o Clube dos Empregados da Petrobras (Cepe), onde realizam seus treinos preparatórios para as competições. “A preparação para as provas exige treinos longos na pista, musculação e também natação, todos eles realizados na estrutura oferecida pelo clube. Apesar da dedicação, tudo é muito prazeroso, pois a preparação é para que consigamos chegar bem no final da prova”, explica Maria Cristina.

Além da prova principal, a Maratona de Porto Alegre teve diversas outras categorias, como revezamento de duplas, quartetos e octetos e prova rústica. O título principal da maratona ficou com um paranaense, Mateus Soares Trindade. No feminino, a campeã foi a mineira Grazielle Pedroso.

Comentários