Sem Carnaval em São Mateus, blocos optam por concentração própria ou participam de folia em cidades vizinhas

12 de fevereiro de 2016

Município optou por não realizar o evento este ano por dificuldades financeiras

 

IMG-20160210-WA0015

 

O Carnaval em São Mateus do Sul há alguns anos já não vinha apresentando o mesmo brilho do passado, do tempo dos clubes, grandes blocos e marchinhas, mas este ano a festa popular reduziu a zero. Como fizeram algumas cidades brasileiras, o município optou por não promover o evento este ano, devido à situação financeira enfrentada atualmente pelas prefeituras, e também não houve evento típico em clubes particulares. Por aqui, quem gosta da folia optou por concentrações próprias ou até buscar atrações fora da cidade.

O Chimarródromo, espaço inaugurado há pouco tempo e que vem atraindo muitas pessoas como área de lazer, foi o principal ponto de concentração de blocos de Carnaval ao longo do feriado prolongado. O Pipe Bloco se reuniu no local entre sexta e domingo, para confraternizar. “Reunimos cerca de 40 amigos”, estima o participante Nathan Gabriel Ribeiro. “Depois da festa, nós ainda cuidamos para limpar tudo. Houve alguma reclamação, mas no geral foi tranquilo”, revela. O grupo Mutação Alcoólica também se reuniu na praça.

A opção de sair da cidade foi adotada no sábado (6) pelo Funyl, que se reuniu em União da Vitória com o bloco Os Bartiras, para baile de Carnaval no Clube Concórdia.  “Reunimos algum dinheiro entre os integrantes e fomos em um ônibus particular. Mas fomos apenas um dia para lá, pois ficaria muito caro mais uma viagem, e cansativo também”, conta o participante Cássio Kotrich.

Segundo a Secretaria Municipal de Esporte e Turismo, que normalmente organiza o evento em São Mateus, a decisão visou uma economia de cerca R$ 50 mil para utilização em outros investimentos.

 

Fotos: Divulgação/blocos

Comentários