Inauguração de novo Cmei amplia vagas na educação infantil

26 de fevereiro de 2016

Espaço na vila Palmeirinha vai atender 120 crianças em período integral e 240 em tempo parcial

 

868cmei-3Fotos: jornal ACONTECEU

 

Alunos da educação infantil já estão fazendo uso do novo Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Professora Elliara Portes Romano, da vila Palmeirinha. Resultado de parceria entre o município e o governo federal, por meio do Programa Nacional de Reestruturação da Rede Escolar Pública de Educação Infantil (Proinfância) e do Plano de Ações Articuladas (PAR), o espaço foi inaugurado oficialmente na manhã de terça-feira (23).

Num investimento de cerca de R$ 1,6 milhão, a estrutura conta com oito salas de aula, sala de brinquedos, berçário, sala de professores e área administrativa, comportando 120 crianças em período integral e 240 em tempo parcial. Compõem o quadro dez professoras, sete estagiárias e seis profissionais de serviços gerais de empresa terceirizada.

Na ocasião da inauguração, a secretária municipal de Educação e Cultura, Dinéa Distéfano Wiltenburg, comentou a dificuldade de entregar um centro deste porte, que, além do espaço físico, demanda de toda uma equipe, equipamentos e utensílios, e lembrou que ainda há mais um Cmei em construção, no Parque das Tamareiras, outro grande desafio. “Nesse momento, verificamos o quanto é grande o compromisso com o exercício do serviço público e que tudo vale a pena. As crianças deste centro poderão ser atendidas em instalações com alto padrão de qualidade”. Ressaltou também que o município já conseguiu cumprir a primeira meta do Plano Nacional e Municipal de Educação, que é universalizar o acesso das crianças de 4 e 5 anos nas instituições escolares, mas que o desafio não termina aí. “Temos muito ainda a avançar, principalmente com relação às crianças de 0 a 3 anos. A lista de espera diminuiu consideravelmente desde 2013, mas ainda é motivo de preocupação”, comentou.

O Cmei Professora Elliara Portes Romano recebeu este nome em homenagem à educadora são-mateuense que ingressou na profissão como professora em 1990, trabalhou ainda na coordenação e direção da Escola Municipal Olívio Wolff do Amaral, da vila Palmeirinha, foi diretora da Escola Municipal Ezilda do Amaral Ferreira, do Jardim Santa Cruz, e por último na Escola Municipal Doutor Paulo Fortes, do centro. Faleceu em 2005, em decorrência de um acidente de carro. Durante a inauguração, a mãe de Elliara, Lira Maciel Portes, e as filhas Paloma e Amanda Portes Romano, estiveram presentes, participando do descerramento da placa de inauguração do espaço, junto do prefeito, Clovis Ledur.

 

Comentários