Historiadora apresenta conceitos para criação do Instituto Histórico e Geográfico de São Mateus do Sul

05 de setembro de 2014

Presidente de Instituto de Palmeira foi convidada para segunda reunião de criação da entidade na capital do xisto

DSC_1879

No último sábado, 30, o Centro da Juventude foi palco para a segunda reunião para formação do Instituto Histórico e Geográfico de São Mateus do Sul, iniciativa tomada por alguns profissionais da área e membros da comunidade interessados em despertar o interesse por atividades históricas e culturais, resgatar e difundir a história local. O encontro contou com a presença da historiadora Vera Lúcia de Oliveira Mayer, presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Palmeira.

Na ocasião, a profissional mostrou um pequeno histórico sobre os institutos da área no Brasil e no Paraná, e demonstrou como proceder para a criação e manutenção da entidade, bem como sua importância e forma de agir. “A importância do Instituto está em fazer com que a história local, que todos reconhecem como importante, não se perca em meio à história geral. Para que as pessoas se reconheçam como membros ativos da história, do que aconteceu no passado e do que está se fazendo no presente”, enfatizou. Para Vera, todos têm a missão de estudar, documentar, comemorar, cultivar e manter tudo aquilo que diz respeito à história e geografia da cidade e região, e o desafio está em despertar o interesse da juventude nesses fatores.

A ideia de criação do Instituto Histórico e Geográfico em São Mateus do Sul foi lançada há pouco tempo, com a reunião inicial realizada no mês de julho, e surgiu justamente após o conhecimento do Instituto de Palmeira, em atividade há 60 anos e com atuação bastante incisiva na preservação e divulgação da história local.

Foto: jornal ACONTECEU

Comentários