Experiência pedagógica rende carro 0 km a professora local

28 de outubro de 2016

Eliziane Roselene das Chagas de Moura, da Escola Municipal do Campo João Baptista Distéfano, da Divisa, conquistou o 2º lugar da categoria no Concurso Agrinho 2016; e teve mais finalistas em São Mateus

 

14720544_1036215303154548_6877732181294826241_nFoto: Divulgação

 

Cinco escolas públicas municipais de São Mateus do Sul foram finalistas do Concurso Agrinho 2016, programa desenvolvido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) que promove a reflexão crítica junto aos jovens e aproxima o campo e a cidade. E em uma delas, a experiência pedagógica realizada em sala de aula rendeu à professora um carro zero quilômetro como premiação.

Neste ano, o tema do concurso foi “Estreitar as relações entre o campo e a cidade”, em que os professores trabalharam em sala de aula os assuntos como saúde, ética e meio ambiente, por meio de material didático recebido do Senar no início do ano. Os alunos participaram com redações e desenhos e as professoras concorreram com as experiências pedagógicas que desenvolveram durante o ano.

A professora Eliziane Roselene das Chagas de Moura, da Escola Municipal do Campo João Baptista Distéfano, da Divisa, buscou resgatar a identidade dos alunos junto ao meio no qual estão inseridos e mostrar a importância do trabalho no campo. As ações do projeto foram desde o resgate de brincadeiras antigas, passeios pela região ao redor da escola e a exploração das histórias do Agrinho. O projeto ficou em segundo lugar na categoria Experiência Pedagógica, premiando a finalista com um Fiat Mobi. Foi o grande retorno ao trabalho da educadora, que passou recentemente do trabalho na Secretaria de Educação para a sala de aula. “Era um sonho participar desse concurso. Foi o primeiro ano em que atuei em sala de aula e logo me inscrevi”, conta Eliziane.

Além dela, a professora Nilva Elaine Graboski Zablowski, da Escola Municipal Professora Ezilda Amaral Ferreira, do Loteamento Santa Cruz, também foi finalista da categoria, e recebeu um tablet. Entre os alunos, Robert Drewniak, da Escola Municipal do Campo Sérgio Graciano Meira, do Lageadinho, obteve o primeiro lugar na categoria Desenho 1º Ano, ganhando um notebook e um tablet, assim como sua professora Leridiane de Meira Bueno. Nas categorias de Redação 4º e 5º Ano, também ganharam um tablet os alunos Matheus Vitor Rodrigues Sikora, da Escola Municipal do Campo Olalina de Almeida Faria, e Ketlin Rafaela Pianoski Stanczyk, da Escola Municipal do Campo Castro Alves, de Água Branca, bem como suas professoras Rosenilda Rodrigues Sikora e Lourete Olszewski Bueno.

A festa de premiação aconteceu em Curitiba na última segunda-feira (24), e houve também um encontro alusivo ao concurso na Secretaria Municipal de Educação e Cultura, na quarta (26), com a presença da secretária Dinéa Distéfano Wiltenburg e do prefeito Clovis Ledur. Segundo a Secretaria, os prêmios conquistados nesta edição do Agrinho vêm legitimar o esforço, a responsabilidade e persistência dos educadores. “Tivemos muitos trabalhos participantes e fomos a única cidade do Paraná a ter dois trabalhos entre os 20 melhores, num universo de mais de 5 mil trabalhos inscritos. Foram belas experiências pedagógicas que devem ser reproduzidas para as outras escolas”, comenta Dinéa.

 

Fotos: jornal ACONTECEU

Comentários