Educação pública de São Mateus do Sul discute Base Nacional Comum Curricular

18 de dezembro de 2015

Seminário reuniu professores das escolas municipais e estaduais para ouvir propostas

 

dsc_0670Foto: Assessoria PMSMS

 

Com informações Assessoria PMSMS

Dezenas de professores da rede pública estadual e municipal de São Mateus do Sul se reuniram na Escola Municipal Prefeito Olívio Wolff do Amaral, da vila Palmeirinha, na quinta-feira (10), para participar do Seminário Municipal da Base Nacional Comum – uma das primeiras etapas para a definição da nova estrutura curricular da educação básica brasileira.

Representantes de todas as escolas do município estiveram no Seminário, que agrupou discussões que já haviam sido feitas em cada escola e que teve o objetivo de reunir propostas específicas para a grade de cada ano do Ensino Fundamental e de cada área do conhecimento, no Ensino Médio.

Seminários como o de São Mateus estão acontecendo em todo o Brasil. As demandas, sugestões e orientações do município serão levadas a um seminário regional e, então, às discussões estadual e nacional. Desta vez, são os professores que estão definindo a estrutura curricular das escolas brasileiras, e não o Estado.

“A Base Nacional Comum visa garantir o direito dos alunos à educação de qualidade”, lembra a representante do Núcleo Regional de Educação em São Mateus do Sul, Bernadete Wolochen. “Antes, as diretrizes indicavam temas sobre os quais os alunos deveriam aprender na escola. Com a Base, agora, estamos garantindo aos alunos o direito ao aprendizado”.

Segundo a coordenadora da Base na rede municipal de São Mateus do Sul, Franciane Muchinski, a Base Nacional Comum é também uma conquista social. “A construção da Base Nacional é essencial para que possamos estabelecer prioridades sobre o desenvolvimento dos estudantes brasileiros da educação básica. O Brasil todo está discutindo esses temas. A Base será resultado de um trabalho coletivo”.

Comentários