“Sem sonhos não teremos liberdade de espírito, assim como sem trabalho não teremos realização”

18 de março de 2016

Inspeção

 

INFORME PUBLICITÁRIO – A formatura é sempre uma festa. E uma festa merecida por aqueles que obtiveram o sucesso no curso e agora estão aptos a desempenhar as funções que a profissão apresentar.

Todos estamos agora motivados com as possibilidades profissionais que o futuro nos presentará. A motivação é um fruto de nossa vontade e de nossos sonhos, e precisa constantemente ser renovada. Não é eterna e apresenta altos e baixos, que devemos identificar, e procurar as oportunidades e as causas de uma eventual baixa motivação.

A cada manhã, ao acordar, devemos pensar no que fazer de diferente ou de melhor neste dia. Assim, alimentamos nossos sonhos e motivação. Pode parecer difícil ser otimista o tempo todo, e realmente, uma ou outra vez, vamos desanimar. Mas que não seja por muito tempo, pois o sucesso é algo momentâneo e logo passa se não nos propomos a sempre procurar a renovação.

O que sabemos hoje, amanhã estará superado, mas o novo conhecimento será adquirido em cima da cultura que possuímos agora. E não será difícil para vocês refazerem seus sonhos todo dia. É como a necessidade do banho. Seu efeito de limpeza e bem estar tem que ser renovado diariamente.

Dependemos da sorte? Sem dúvida, a sorte é um fator importante. Colleman Cox, um escritor estadunidense dizia: “Acredito muito na sorte, e quanto mais eu trabalho, mais sorte eu tenho. Quando paro, minha sorte para comigo”. A posição que adotamos em relação aos desafios é que definirá o sucesso de nossa empreitada.

Certa vez, quando jovem, estava em uma festa de aniversário, quando chegou um colega com a roupa respingada de água suja. Naturalmente não saiu de casa assim. Contou então que vestiu sua melhor roupa para aquela festa e no caminho começou a chover. Abrigou-se sob uma marquise e esperou passar a chuva, pensando na sorte de ter encontrado aquele abrigo. Passado o aguaceiro, retomou seu caminho, quando um carro passou em uma poça de água e deixou sua roupa naquele estado. A raiva momentânea logo foi substituída por outro pensamento: O quanto eu vou rir daqui a algum tempo quando contar essa história! Todos rimos com ele e a festa foi muito alegre.

Em nosso trabalho, essas poças de água suja acontecem com frequência e cabe a nós dar-lhes o devido valor. Se o riso ocupa menos músculos do que ficar carrancudo, então vamos aproveitar todas as oportunidades para rir. No final as coisas terminam dando certo.

Cada vez que imaginarmos não sermos capazes de executar alguma tarefa, temos que tentar fazê-la. Nossa evolução depende de desafios e precisamos aceitá-los, ou ficaremos estacionados no conhecimento e na capacidade de trabalho. E parar significa ficar para trás, porque os outros continuam caminhando.

O dia da formatura chegou e hoje comemoramos o sucesso. Mas, pensando neste momento, vamos alimentar nossos sonhos, vamos nos propor a novos desafios profissionais e pessoais. Se não sonharmos, realizaremos os sonhos de outros.

Sem sonhos não teremos liberdade de espírito, assim como sem trabalho não teremos realização.

Sonho, planejamento, trabalho, realização, sucesso. Assim se constroem momentos felizes.

E que as realizações sejam uma constante na vida de vocês. As ferramentras foram adquiridas no curso, a vontade vocês cultivam e o sucesso virá.

É o que eu desejo a todos vocês, formandos vitoriosos.

Parabéns aos formandos e familiares, tão vitoriosos quanto eles.

 

Mirion Francisco Langaro, professor homenageado pelos formandos do Curso Técnico em Inspeção de Equipamentos

Comentários