Um pouco sobre a Escola de Líderes e Fundação Terra Brasil

28 de novembro de 2014

Com o fim do socialismo real na Polônia, deu-se início a uma nova era política, tendo em vista a transição de um regime com baixíssimo grau de tolerância política e liberdades individuais para uma democracia formal, aos moldes da Europa Ocidental. Desta forma, foi necessário que houvesse uma renovação em todos os quadros políticos, passando a ser fundamental a criação de líderes, não nos antigos moldes autoritários, mas no seu real sentido, qual seja: pessoas que consigam influenciar fortemente outros à ação, sem o uso de força ou medo.

Nesse contexto acima, surge a Escola de Líderes, criada pelo professor Zbigniew Pełczyński, tendo o intuito de construir o capital humano necessário para novos quadros políticos do país. Com a crescente busca de seus cursos de formação de líderes, a Escola de Líderes viu que não bastaria, apenas, criar líderes políticos, mas em diversas áreas como, por exemplo, a cultural. A partir de então, surge a Escola de Líderes Polônicos (Szkoła Liderów Polonynych).

O curso de líderes culturais polônicos, organizado pela Escola de Líderes em parceria com o Ministério das Relações Exteriores da Polônia, tem como intuito criar lideranças que promovam a Polônia, de forma geral (história, arte, literatura, folclore, economia, educação, cinema etc) para as comunidades polônicas que existem espalhadas pelo mundo.

Cada ano, a Escola de Líderes organiza um curso de animadores culturais polônicos para um específico país, onde existam grandes comunidades polonesas que ainda cultivem tradições polacas. No ano de 2014, o curso de animadores culturais teve como país foco o Brasil, onde pessoas de diferentes comunidades polonesas de todo o país, em especial, Paraná e Rio Grande do Sul, foram selecionadas para participar do curso e, com isso, ter a oportunidade de aprender como desenvolver seus projetos de promoção cultural junto às suas comunidades.

Durante todo o curso, são ministradas aulas, palestras e atividades ao ar livre, trabalhos em grupo e pesquisas de campo. Tudo indispensável para que se consiga desenvolver seus trabalhos, mas, também, fazer nascer dentro de cada animador cultural seu espírito de liderança. Em uma das muitas palestras que participei no curso de líderes culturais polônicos, conheci a Fundação Terra Brasilis (Fundacja Terra Brasilis).

A Fundação Terra Brasilis “foi criada pelos poloneses em Varsóvia, na Polônia, em 2011. É uma organização não governamental cujo objetivo é difundir as informações sobre a cultura brasileira e suas características por meio de várias atividades. Uma das primeiras iniciativas da Fundação foi a criação do site Terra Brasilis, no qual se pode ler os artigos sobre a música, política, cinema, religião e sociedade no Brasil. A outra iniciativa é organização dos encontros com filme brasileiro (as legendas traduzidas por nós para língua polonesa) e de vários outros eventos ocasionais” (descrição retirada do sítio da fundação na rede).

Com isso, pude perceber que não existe apenas interesse de polono-brasileiros sobre a Polônia, mas dos próprios poloneses sobre a nossa cultura. Logo, o que devemos criar são canais que possibilitem um verdadeiro intercâmbio cultural desses dois povos, que apesar da distância, têm muito em comum.

Fontes:

http://terrabrasilis.org.pl/sobre-nos (sítio da Fundação Terra Brasilis)

http://www.szkola-liderow.pl/about_school.php (sítio da Escola de Líderes, versão em inglês)

Everaldo Karpinski Kotrich

eve-ko@hotmail.com |

Comentários