Um monumento digno de “Capital da Erva-Mate”

22 de janeiro de 2015

Republicação de coluna semanal publicada na versão impressa do jornal ACONTECEU entre 2009 e 2011

O reservatório de água em forma de cuia de chimarrão é um dos maiores símbolos da cidade. Foi construído durante a gestão do prefeito José Zampier Filho em 1967, em alusão à erva-mate — uma das nossas maiores riquezas. Possui 23 metros de altura, 12 metros de diâmetro, 37,68 metros de perímetro e uma capacidade de 180 metros cúbicos. A obra pertence à Sanepar e entrou em operação em 1973. Em 2001 foi escolhida como símbolo da cidade, por meio de votação popular.

Além do reservatório elevado, há um semi-enterrado, com capacidade de 1250 metros cúbicos.

Nas fotos podemos observar momentos da construção da cuia, que contou com o trabalho de Pedro Janoski (mestre de obras, pai de Irio Janoski), Vicente Budzinski (encarregado da armação), Afonso Kochinski e Afonso Groze, entre outros.

Acervo: Irio Janoski

Fotos: João Goech

18-08-2009-14;23;08 18-08-2009-14;09;10 18-08-2009-14;02;46

José Nelson Chaves de Souza

jnelson.souza@gmail.com |

Comentários