Se não fosse por eles

04 de setembro de 2015

O Paraná é o estado com maiores influências da cultura polonesa no Brasil. Muitos descendentes falam o idioma polonês como língua materna.

Os poloneses emigravam de seu país de origem estimulados pela complicada situação econômica da Polônia. Na terra natal, enfrentavam sérios problemas em relação à qualidade de vida que tinham, o desemprego era elevado e a Polônia não tinha indústrias para suprir sua população. Com dificuldades também nas lavouras, a alternativa que atraiu os poloneses foi a emigração. O Brasil foi escolhido por facilitar a presença de estrangeiros e pela grande investida que realizava no momento com o intuito justamente de atrair estrangeiros.

Com esse estímulo, nossos antepassados deixaram sua terra natal para tentar uma vida melhor aqui. Um ato a heroico de deixar sua terra. Mas será que já paramos para refletir e analisar quantos poloneses gostariam de vir e não conseguiram? Quantos que por infelicidade do destino morreram a caminho e não chegaram? E quantos deixaram famílias, amigos, quantos poloneses já aqui sentiram no coração a vontade de voltar à sua terra natal e não conseguiram?

Pouco antes de ir à Polônia, fui até muitas localidades daqui, como Água Branca, Rio das Pedras, Espigãozinho e tantas outras, para recolher um pouco de terra, para que num gesto simbólico deixasse um pouquinho em cada lugar que passei na Polônia, representando aqueles nossos antepassados poloneses que não conseguiram voltar à sua terra natal. Da mesma maneira que levei essa terra, também trouxe terra de lá para simbolizar aqueles poloneses que gostariam de ter vindo e não conseguiram.

Com um gesto de gratidão e lágrimas no rosto, digo MUITO OBRIGADO para nossos antepassados. É por eles que estamos aqui e devemos HONRÁ-LOS COM GRATIDÃO.

Everaldo Karpinski Kotrich

eve-ko@hotmail.com |

Comentários