Se eu puder dar um conselho

15 de abril de 2016

Esses dias estava lendo e chegou uma mensagem sobre ter filhos. Então resolvi  escrever sobre esse assunto, com alguns pensamentos da mensagem mesclados os meus.

Se eu pudesse dar um conselho, eu diria: Tenham filhos. Se possível três ou talvez quatro. Irmãos são a nossa ponte com o passado e o porto seguro para o futuro. Mas tenham filhos.

O que um filho faz por você nenhuma outra experiência faz. Viajar o mundo, carreira de sucesso, independência é muito bom, mas nada vai modificar você de forma tão permanente como um filho.

Esqueça aquela história de que filhos são gastos. Filhos são o maior e mais importante investimento que uma pessoa pode ter em sua vida. Pelo menos na minha, eles são indispensáveis. A gente passa a trabalhar com mais vontade, dedicação e com garra, o que nenhuma outra situação faria. Filhos nos fazem superar todos os nossos limites.

Eu comecei a me preocupar mais com o mundo em minha volta, fazer mais trabalhos comunitários, uso menos plástico…  a gente passa a ser exemplo para o filho e nada pode ser mais grandioso do que isso.

Hoje me alimento melhor, diminui o açúcar, não tomo refrigerante, como arroz integral, ando de bike, tenho até uma horta no fundo do quintal, onde retiro alfaces, tomates, pepinos, brócolis  e até sete pés de frutas, onde tenho pêssegos, limão, mexerica e laranja. Meus filhos me incentivaram a tomar mais água. Meus filhos vão me dar uns 25 anos a mais de saúde e longevidade.

Nunca pensei que fosse orar tanto e com tanta fé pedindo proteção aos meus filhos. Quantas madrugadas de joelhos. Meu filhos me ensinaram sobre fé e gratidão como ninguém.

Você descobre seu pior e melhor lado como pessoa e aprende que só se educa com amor. Eu aprendi a respirar fundo, estender a mão e olhar para seus olhos. Meus filhos me fizeram uma pessoa mais prudente. Nunca mais dirigi sem cintos, só ultrapasso com segurança, pelo simples fato que eu não posso morrer tão cedo. Quem criaria e amaria meus filhos da mesma forma, na minha ausência?

Tenha filhos, pois a gente aprende muito e ensina pouco. A minha maior felicidade é chegar em casa e abraçá-los, brincar de lutinha (obs: brinco até hoje, quando estão em casa, pois hoje estudam fora). Assim me sinto a pessoa mais importante do mundo. Só um DEUS maravilhoso podia dar tamanha herança para um ser tão imperfeito como eu.  Obrigada aos meus bens mais preciosos: Meus filhos.

Depois dessa, quem se habilita? Filhos biológicos ou do coração, não importa, são todos igualmente nossos maiores presente nesta terra.

 

Quanto a seus filhos, eles são herança do SENHOR. Salmo 127:3

Cristina Veloso Andreacci
CRM 12570 Titulo de especialista em Ginecologia/Obstetrícia Titulo de especialista em Ultrassom Titulo de especialista em Medicina Fetal Competência pela Fetal Medicine Foundation de Londres Cemmefe.com.br Apoio TV Novo tempo Canal 10 local e Sky 14
cemeffe@gmail.com | http://cemmefe.com.br

Comentários