Quem morreu?

20 de maio de 2016

Eu e minha irmã Cristiane fomos até a nossa cidade, onde passamos infância e adolescência. Chegando lá, fomos visitar o túmulo de nosso pais. Uma senhora nos perguntou quem havia morrido há aproximadamente um mês de nossa família, pois tinha visto um corpo sendo sepultado.

Nós ficamos sem saber o que responder, pois não havia morrido nenhuma pessoa da família, graças a Deus, naquele período.

Então fomos até o senhor que cuida do cemitério para perguntar. Ele respondeu que a mulher devia ter se enganado, pois não teve nenhum sepultamento no túmulo de nossa família.

Mas aquelas palavras não me convenceram e fui pesquisar com uma tia. Foi então que ela disse: “Sim, um parente meu veio me visitar para assinar uma escritura e acabou enfartando. Eu avisei a família dele e não apareceu ninguém, então enterrei com seus pais, pois não sabia o que fazer”.

Fiquei meio sem saber o que pensar, pois não conhecia a pessoa que foi enterrada junto com meus familiares, então orei ao Senhor para saber o que fazer.

Então, após alguns instantes, decidimos que não iríamos fazer nada, pois aquele senhor morreu, não teve ninguém de sua família para velá-lo e não houve outra alternativa para nossa tia. E o Senhor Jesus não faz acepção de pessoas. Que nossas decisões sejam sempre pautadas nas coisas do alto, pois um dia também voltaremos a ser pó. Que em nossas decisões sempre vença o amor, a tolerância e o perdão.

 

 

Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine

1 Coríntios 13:1

Cristina Veloso Andreacci
CRM 12570 Titulo de especialista em Ginecologia/Obstetrícia Titulo de especialista em Ultrassom Titulo de especialista em Medicina Fetal Competência pela Fetal Medicine Foundation de Londres Cemmefe.com.br Apoio TV Novo tempo Canal 10 local e Sky 14
cemeffe@gmail.com | http://cemmefe.com.br

Comentários