Mais um ano que passa

19 de dezembro de 2014

Nesta última matéria de 2014, é importante refletirmos sobre o ano que passou, com suas coisas positivas e negativas, como tudo que a vida nos ensina.

Sempre existem duas maneiras de encarar as coisas, ou os dois lados da moeda, ou ainda o que beneficia e o que prejudica.
Vejamos a recente Copa do Mundo de Futebol aqui realizada. Se formos analisar pelo lado esportivo, foi um grande sucesso. Grandes partidas e grandes lances, e os amantes do esporte se deliciaram com ótimos momentos e excelentes desempenhos de craques e equipes.

Se formos olhar pelo lado do “nosso futebol” ou seja, a Seleção Brasileira, foi um imenso e desagradável fracasso. Uma vergonha que precisa ser esquecida urgentemente, pois a humilhação foi grande e indelével.

De todas as situações, mesmo as péssimas, podemos tirar boas lições, que mais tarde irão nos trazer alguns benefícios ou uma forma mais adequada de encarar a vida e seus problemas.

Após os acachapantes 7 X 1 das semifinais, a seleção está em campo invicta e praticando um bom futebol.

Vejamos os recentes escândalos de corrupção, que assaltaram, sem trocadilho, todo noticiário nacional.

Se de um lado, nos envergonhamos e nos revoltamos com tudo isso, de outro nos regozijamos e nos alegramos por tudo estar sendo descoberto e vir a público, com muitos culpados sendo presos e outros que serão com certeza no futuro.

É impossível evitar os crimes, os atos errados, os prejuízos à nação e às pessoas. Mas ao mesmo tempo é plenamente possível e desejável punir os culpados. Coisa que era muito pouco feita há algum tempo.

Tirando de lado as tragédias e as perdas pessoais, de familiares, de amigos de pessoas que admiramos, os resultados sempre são positivos e nos levam a encarar o “próximo ano” com mais ânimo e alegria.

O País passado a limpo. Um novo tempo e uma nova maneira de fazer política e agir, é o que desejamos para todos nós brasileiros.

Não podemos perder essa oportunidade. Uma janela se abriu no horizonte e tudo temos que fazer para que um novo país surja nos próximos anos.

Para isso, é necessário ficarmos atentos, acompanharmos o noticiário e exigir de nossas autoridades competência, diligência, ação, eficiência e principalmente, honestidade.

Se for preciso, voltar novamente às ruas e se manifestar, mas desta vez com mais sentido, organização e precisão. Sem baderna, mas com firmeza e determinação

Feliz 2015 a todos!

Argos Fayad

argosadv@gmail.com |

Comentários