Ineficiência administrativa

14 de agosto de 2015

O que podemos dizer quando um benefício público não é implementado por incompetência de nossos mandatários?

Infelizmente, além de lamentar, o que é possível é criticar e apontar o erro para que a população saiba quem são realmente os governantes e qual a sua capacidade de resolver os problemas e demandas que surgem no decorrer de seus mandatos.

Um exemplo claro dessa ineficiência é o caso das câmeras de segurança, que já poderiam ter sido instaladas e estar em funcionamento em nossa cidade.

Este colunista já cobrou por várias vezes essa ação por parte do município, sem qualquer sucesso até agora.

Ainda o mandato passado, foi anunciado que estariam sendo adquiridas e que o investimento seria entre R$ 150 mil e R$ 300 mil para sua instalação e funcionamento.

Agora, anuncia-se novamente a implantação do sistema, mas a um custo bastante mais alto.

Diante de tudo isso, fica a pergunta: Por que a colocação de algumas dezenas de câmeras se torna um problema tão difícil de resolver?

Falta dinheiro?  Planejamento? Vontade?

Um município como o nosso não tem capacidade de ter  um sistema de vigilância que proporcione mais segurança aos nossos cidadãos?

Inúmeros comerciantes e até residências possuem um sistema de segurança com câmeras, mas o poder público não consegue fazer isso.

Quase todas as semanas, temos notícias de pessoas lesadas próximas às agência bancárias, no famoso “golpe do paco”, no qual nossos munícipes são enganados por estelionatários que se apoderam de vultuosas quantias em dinheiro, fruto do trabalho e das economias de muitos anos das pessoas.

Se as próprias agências se preocupassem com seus clientes, poderiam instalar essas câmeras externamente, mas como não há nenhuma legislação municipal que as obrigue a fazer isso, não dão a mínima importância a esse fato.

Ora, se todos esses delitos ocorrem à luz do dia e em locais movimentados, a simples existência das câmeras iria inibir em muito a ação desses meliantes, e no caso de consumação do crime, os mesmos poderiam ser identificados e presos.

Mas nada disso acontece e todos ficamos à mercê do crime e dos desonestos, e as famílias com o prejuízo causado.

Em Curitiba, mais de 2 mil câmeras foram instaladas para a Copa do Mundo, mas somente agora, mais de um ano após, é que estão sendo colocadas em funcionamento, única e exclusivamente por culpa de nossos governantes a nível estadual.

Ineficiência administrativa, é isso, meu caro cidadão.

Argos Fayad

argosadv@gmail.com |

Comentários