Escolheu confiar

24 de julho de 2015

Em algumas cidades, conseguir uma cirurgia pelo SUS é uma verdadeira jornada pelo deserto.

Uma senhora pálida chegou até a mim com queixa de sangramento. Me contou uma história triste de tentativas inúteis há quatro anos. Indo de cidades em cidades tentando uma cirurgia para retirada de seu útero. Era uma costureira com semblante sofrido, que disse que vivia pela fé, pois tinha uma hemorragia há anos. Disse que já tinha recebido várias transfusões sanguíneas por uma anemia profunda devido às hemorragias frequentes, resultado de uma miomatose uterina.

Segundo ela, numa das tentativas, tinha ido até o centro cirúrgico para enfim realizar a cirurgia, mas ficou apenas alguns minutos, pois começou a greve dos anestesistas naquele dia e ela foi retirada do centro cirúrgico. Com isso, o sonho de conseguir uma cirurgia tinha ido embora naquele ano.

Ela chorando, me olhou e disse: doutora, eu não vi o mar se abrir, eu não vi o gigante cair, mas escolhi confiar, pela fé que o justo vive. Muitos duvidam e zombam de mim, dizem que eu não vou conseguir e que Deus não vai me ouvir. Eu não vou desistir, mesmo que eu morra aqui.

E continuou desabafando, dizendo: Mesmo se a doutora não me operar e o mar não abrir e o faraó me alcançar e a fornalha me queimar e mesmo que não aconteça nada de bom, eu continuarei confiando em Deus e isso não vai me abalar.

Amei aquela paciente no instante que ela iniciou sua fala e vi a humildade e principalmente sua fé, apesar de jornada em busca de uma cirurgia que até aquele momento não tinha tido êxito.

Confiar quando tudo está dando certo é fácil, mas confiar quando está dando tudo errado, isso é fé. Com essa paciente aprendi varias lições que levo até hoje.

Solicitei seu pré-operatório e a operei numa cidade vizinha de Maringá chamada Sarandi, pois o sistema na época não permitia que eu a operasse em Maringá.
Ela me disse no dia da alta: quanto lhe devo? Eu a olhei e disse: acho que você foi uma verdadeira aula para mim de fé quando tudo está dando errado. Muito obrigada.

Pedi que ela lembrasse de mim em suas orações. Ela sorriu e, depois de um mês, me mandou de presente, um guarda-pó novo, o qual guardo com muito carinho.

Filipenses 4:13 Tudo posso naquele que me fortalece.

Cristina Veloso Andreacci
CRM 12570 Titulo de especialista em Ginecologia/Obstetrícia Titulo de especialista em Ultrassom Titulo de especialista em Medicina Fetal Competência pela Fetal Medicine Foundation de Londres Cemmefe.com.br Apoio TV Novo tempo Canal 10 local e Sky 14
cemeffe@gmail.com | http://cemmefe.com.br

Comentários