Comportamentos infiéis

26 de setembro de 2014

Minha cabeça às vezes fica zonza com tantas confidências. Guardo inúmeros segredos dentro de mim. Acho que não somente eu, como o padre Silvano também.

Existem muitas maneiras de ser infiel e às vezes você nem se deu conta disso.

Ter um caso não está de jeito nenhum em seus planos, isso nunca vai acontecer. Mas cuidado.

Se você quer que seu casamento dure e seja cheio de felicidade, você precisa verificar certos comportamentos infiéis, como:

1-Fletar. Evite como uma praga. É perigoso. Se alguém flertar com você, ignore.  Pessoas casadas nunca devem se envolver nesse tipo de comportamento com alguém que não seja seu cônjuge. É uma forma real de infidelidade que não leva a nada de bom. A pessoa com quem você está flertando pode entender como um convite e tentar um relacionamento que você nunca teve a intenção de iniciar.

2. Confidências com o sexo oposto. Quando você confidencia seus problemas a alguém do sexo oposto, está se colocando em uma posição vulnerável. Pode parecer inofensivo, mas é uma forma de infidelidade.

3. Passar tempo a sós com alguém. O que parece ser um almoço inocente com alguém do sexo oposto ou um bate-papo na casa desse alguém sem o seu cônjuge está definitivamente na categoria de comportamento infiel.

4. Falar negativamente sobre o seu cônjuge. Seu cônjuge é seu melhor amigo e é a última pessoa sobre quem você deve falar negativamente. Deixe suas conversas com os outros se concentrar nas coisas boas sobre o seu cônjuge. Isso é ser fiel.

5- Conversa na internet com alguém do sexo oposto. Se você acha que isso é inofensivo, pense novamente. Pode começar assim, mas definitivamente não vai acabar assim. Alguns se envolveram através de uma inocente conversa com um ex-namorado ou namorada do colegial ou da época da faculdade, ou até mesmo um estranho. Só vai terminar em tristeza e desgosto para sua família.

6. Vestir-se para atrair a atenção de alguém que não seja seu cônjuge. Se você se veste para parecer bem aos olhos de outra pessoa, você precisa reavaliar seus motivos.

7. Não ser para seu cônjuge um parceiro sexual disposto. Ao negar a intimidade sexual ao seu cônjuge, você não está fazendo a sua parte de tornar seus laços fortes e gratificantes.

8. Dar carona ao sexo oposto quando estiver sem seu cônjuge. Nunca faça isso, pois isso é uma armadilha e de inofensivo pode se tornar um motivo de brigas. Cuidado, não brinque com fogo. Já vi casamentos terminarem em divórcio por esse aparente inofensivo motivo.

Cristina Veloso Andreacci
CRM 12570 Titulo de especialista em Ginecologia/Obstetrícia Titulo de especialista em Ultrassom Titulo de especialista em Medicina Fetal Competência pela Fetal Medicine Foundation de Londres Cemmefe.com.br Apoio TV Novo tempo Canal 10 local e Sky 14
cemeffe@gmail.com | http://cemmefe.com.br

Comentários