Brasil líder em empreendedorismo

24 de abril de 2015

Apesar do cenário econômico que se desenha para o Brasil e das notícias negativas que invadem nossos noticiários, uma notícia positiva chegou para entusiasmar os brasileiros a empreender seus sonhos e colocar em prática suas ideias.  Foi divulgada recentemente pelo Sebrae o resultado de uma pesquisa mundial do GEM (Global Entrepreneurship Monitor), na qual o Brasil ocupa a primeira posição.

No ano 2000, quando o estudo do GEM foi iniciado, o Brasil já sustentava essa posição, à frente de todos os demais países participantes, como aquele que tinha a maior taxa de criação de negócios entre a população economicamente ativa.

O Brasil continuou, ano após ano, sempre nas primeiras posições entre os países mais empreendedores. Mas o que mudou para 2015 também é um resultado merecedor de comemorações. No início do milênio, éramos um país de empreendedores de necessidade, ou seja, a grande maioria criou um negócio para garantir a sua sobrevivência, o que geralmente acontecia na informalidade. No momento, estamos gerando empreendedorismo de oportunidade, identificando lacunas no mercado e criando empresas que respondem a essa demanda.

Diversos foram os motivos para impulsionar essa iniciativa brasileira. O destaque pode ser o acesso facilitado à informação e à educação empreendedora, além da criação de ambientes locais preparados para fomentar a criação de empresas, como por exemplo, o diagnóstico de vocações regionais. Nesse contexto, o Sebrae exerce seu papel de protagonista, unindo-se a atores sociais de cada cidade, como é o caso dos administradores municipais, CDLs e ACIAs.

Estarmos à frente de 70 países neste estudo faz-nos orgulhar deste mérito. Em contrapartida também faz-nos refletir porque ainda somos um país em desenvolvimento… As respostas pousam em nossas mentes e tenho certeza que serão oriundas dos noticiários. Mas o estudo do GEM sugere que investimos pouco em inovação.

Este é o próximo desafio para o Brasil: criar empreendedores inovadores.  Novos olhares, ferramentas, conceitos, processos.  Porque sentar e chorar não são o lado certo da história, o lado certo como diria o velho ditado, é vender lenços.

Ingrid Eliane Hoch Ulbrich

Lojista e presidente da CDL de São Mateus do Sul

CDL São Mateus do Sul

contato@cdlsms.com.br | http://www.cdlsms.com.br/

Comentários