Anjos de farda

19 de agosto de 2016

Quero compartilhar uma história entre um policial e eu.

Era uma adolescente de 18 anos, de férias em minha cidade e passeava de carro com uma amiga. Depois de deixá-la em casa, escutei um barulho bem forte, parecia uma pedra que tinha batido no carro, quebrando os dois vidros, o da frente e o de trás. Fiquei com muito medo e fugi. Depois, fiquei sabendo que era um tiro. Era uma bala perdida, numa troca de tiros entre bandidos e policiais. Passei entre o tiroteio. Pela perícia, a bala passou a dois milímetros de minha coluna cervical. Foi um enorme susto. Isso aconteceu no norte do Paraná.

Depois de anos, quando eu já era médica, estava no hospital de plantão e um homem queria conversar comigo. Pensei logo que talvez sua esposa pudesse estar internada. Então entrou um homem — parecia um anjo de farda —, que se apresentou como o policial que estava naquela perseguição, que ocorreu anos atrás. Chegou humildemente e me pediu desculpas pelo ocorrido. Não pensei duas vezes e dei um abraço bem forte e até hoje somos grandes amigos. Este ano fui à Paranavaí e lá estava ele, numa pizzaria com a família. Logo que nos vimos, nossas famílias se juntaram naquela pizzaria.

Os policiais guardam a minha família e a sua. Trocam tiros, arriscam suas vidas para preservar a nossa. Merecem toda nossa gratidão e respeito. Deveriam estar sempre em lugar de honra. Infelizmente, muitas vezes, para ser reconhecido e homenageado, terá que estar morto. Ao chegar em casa, deverá esquecer que ficou de frente com a morte e dar um abraço carinhoso em seus filhos, dizendo que está tudo bem. Terá que esquecer os tiros disparados contra seu corpo, ao dar um beijo apaixonado em seu cônjuge. Terá que esquecer as ameaças sofridas e na manhã do dia seguinte acordar e retornar ao trabalho sem saber se estará vivo no dia seguinte.

Nossos anjos, os policiais, merecem nossa imensa gratidão. Obrigada por nos proteger, obrigada por colocar suas vidas em risco por pessoas anônimas como eu. Vocês sim, são nossos verdadeiros heróis.

 

Louvai-o, todos os seus anjos; louvai-o, todos os seus exércitos. Salmos 148:2

Cristina Veloso Andreacci
CRM 12570 Titulo de especialista em Ginecologia/Obstetrícia Titulo de especialista em Ultrassom Titulo de especialista em Medicina Fetal Competência pela Fetal Medicine Foundation de Londres Cemmefe.com.br Apoio TV Novo tempo Canal 10 local e Sky 14
cemeffe@gmail.com | http://cemmefe.com.br

Comentários