São Mateus ganha sua primeira fábrica de cerveja artesanal

24 de junho de 2016

Apreciadores de cerveja agora podem degustar um produto local de qualidade e acompanhar a sua produção em tempo real. Inaugurados Bier Herr Cervejaria Artesanal e Brew Pub Família Trinco 

cabeçalho-bier-01

Foto: DIVULGAÇÃO

Os são-mateuenses apreciadores de boa cerveja receberam um belo presente nos últimos dias. No último sábado (18), ocorreu a inauguração da Bier Herr Cervejaria Artesanal, no centro da cidade. Com perspectivas de integrar a cultura local com a técnica secular dos grandes mestres cervejeiros, o empreendimento compartilha espaço com o também novo Brew Pub Família Trinco. Unindo em um único local a paixão de sonhadores que há não muito tempo atrás escolheram São Mateus do Sul para viver, o ambiente promete trazer experiências únicas para aqueles que não dispensam uma boa dose de história, cultura e, acima de tudo, qualidade, na hora de beber cerveja.
Nascida de um despretensioso desejo de dois apreciadores de produzir a própria cerveja em casa, a Bier Herr começou a ser concebida no final de 2013. Na época, os engenheiros Eduardo Gaulke e Éder Motta apenas idealizavam desenvolver um hobby, para conhecer novos estilos de cerveja e degustar com os amigos. Logo, porém, a dupla percebeu que a produção artesanal “de panela”, como dizem, era insuficiente para suprir o crescente interesse dos amigos e também o consumo próprio. Assim, pouco mais de um ano após o início, os colegas começaram a desenvolver um plano de negócio que culminou na bela estrutura inaugurada no último sábado.
As cervejas produzidas na Bier Herr, segundo Gaulke, são resultado de um estudo minucioso, que envolveu cursos de capacitação, participações em feiras do ramo cervejeiro e também a leitura de muitos livros. O processo de fabricação artesanal é muito diferente do industrial, afirma o empreendedor. “É um produto que você faz como se fosse para o seu consumo próprio”, explica, destacando que o processo de fabricação não utiliza conservantes, antioxidantes, nem corantes – seguindo o que está escrito na Reinheitsgebot alemã (Lei da Pureza da Cerveja, de 1516). Apesar de contar com todo cuidado que envolve a produção artesanal, Gaulke revela que a capacidade de produção dos tanques de fermentação e maturação da Bier Herr já é de aproximadamente 20 mil litros por mês, com possibilidade de ampliar esse valor em até dez vezes.
Bier Herr, em alemão, significa “Senhor da Cerveja”, e o nome alemão não foi escolhido à toa. De acordo com Motta, a cervejaria tem o intuito de chamar atenção para os tradicionais mestres cervejeiros alemães. O próprio “Bier Herr” é representado no simpático mascote da empresa. Apesar de tenderem a trabalhar mais com os estilos de cerveja alemã, os empresários pretendem agregar estilos de outras localidades na produção. Prova disso são os estudos que vêm sendo feitos com lúpulo polonês. “Queremos desenvolver uma cerveja especial para os imigrantes poloneses de São Mateus e região”, revela.
O apelo cultural da cerveja faz parte da sua “alquimia”. Conceitos, estilos e sabores carregam também um pouco de cada região. Como não poderia ser diferente em São Mateus do Sul, Gaulke revela que estão sendo realizados testes, em parceria com os amigos da Confraria Biertuminosa, de um produto que promete trazer grande apelo turístico para a nossa cidade: a cerveja de erva-mate.
O cliente da Bier Herr poderá contar com variados estilos de chope para consumir. Há atualmente o Pilsen, que deverá estar sempre em produção, o Weizenbock, que é um chope de trigo escuro e mais encorpado, e outras versões Lagers, com lúpulos especiais – estas últimas podendo ser pedidas de forma customizada. Sobre a customização, Motta explica que o público poderá participar da produção, sugerindo estilos e fazendo o que os empresários chamaram de “customização da cerveja”, em um processo que poderá ser feito com cerca de uma semana de antecedência.
Ao consumir a cerveja no Brew Pub Família Trinco (uma sociedade entre Levy Cordeiro Filho e Régis Grittem Zultanski), o cliente estará exatamente ao lado dos tanques de fermentação e maturação da cervejaria. Tal proximidade demonstra que a degustação não consiste apenas no ato de beber, mas sim em uma experiência completa. “Enquanto experimenta a cerveja, o cliente vê a produção acontecer. Esse envolvimento do público ainda será aprimorado, com a nossa intenção de promover visitas guiadas”, conta Gaulke.
Além de contar com o excelente espaço do Brew Pub Família Trinco, os clientes poderão encontrar o chope da Bier Herr nas distribuidoras de bebidas Chiquetto, Sardanha e Vale do Iguaçu. Há também a comercialização em menores quantidades, para quem prefere consumir em casa. Para esse cliente há uma garrafa retornável especial, chamada growler. “O cliente adquire o seu growler, enche na fábrica com chope fresco e consome quando desejar. Depois, retorna com a embalagem para encher novamente”, explica Motta. Para o início do ano que vem, os empresários pretendem iniciar a pasteurização e envase do produto, proporcionando a ampliação da capacidade de produção, devido à possibilidade de manter a cerveja por mais tempo em estoque.
Após uma inauguração em que mais de mil litros de chope foram consumidos, Gaulke e Motta agradecem enfaticamente à toda a cidade, pelo incentivo, apoio e elogios que o empreendimento recebeu. Agradecem também aos poderes executivo e legislativo da cidade, além das entidades comerciais, como a Associação Comercial e Industrial de São Mateus do Sul e a Câmara de Dirigentes Lojistas. “Estamos de portas abertas para sugestões”, destacam os empresários, que pretendem também fomentar a cultura dos “cervejeiros de panela” da região e disseminar a prática que adotaram como slogan: “Cerveja sem pressa”, em que o consumo e a produção são mais apreciativos do que quantitativos.
A Bier Herr Cervejaria Artesanal e o Brew Pub Família Trinco estão localizados no centro da cidade, na rua Ulisses Faria, número 1231.

 

Comentários

Leia também:

Prefeito, vice e vereadores tomam posse em Antonio Olinto

Posse em Antonio Olinto

02 de janeiro de 2017

sem-titulo-1

Retrospectiva 2016

23 de dezembro de 2016