Reunião discute ameaça de desativação da SIX

15 de janeiro de 2016

Representantes de diversas entidades e lideranças políticas municipais debateram sobre o assunto, que repercutiu nesta sexta-feira (15)

 

DSC_0786Foto: jornal ACONTECEU

 

Horas após ser noticiado o temor em relação a uma possível desativação da Unidade de Industrialização do Xisto (SIX) de São Mateus do Sul, representantes de diversas entidades, empresariado e políticos municipais se reuniram nesta sexta-feira (15) para discutir o assunto. As lideranças locais ficaram naturalmente apreensivas e buscaram mais esclarecimentos, além de discutir como proceder em relação ao assunto.

A ameaça à unidade foi afirmada pelo vereador Omar Picheth, que disse existir um grupo de estudo técnico em andamento, conduzido pela sede da empresa, demonstrando fortes intenções no sentido da desativação. O prefeito municipal, Clóvis Ledur, disse ter conhecimento do fato e que já está se articulando, e a Petrobras, por sua vez, negou a informação. Tais dados foram noticiados pelo jornal ACONTECEU esta manhã.

A reunião desta tarde foi convocada pelo presidente da Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de São Mateus do Sul (ACIASMS), Edson Dacoregio. Na ocasião, o primeiro questionamento foi direcionado ao vereador Picheth, que afirmou ter recebido a informação de fonte segura. “Eu não seria moleque de disseminar uma notícia falsa dessa importância”, disse.

A presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Ingrid Ulbrich, apontou como algo até cultural o fato de não se crer na desativação da SIX. “Todos aqui sempre ouviram sobre a possibilidade de fechamento da SIX e não acreditam mais, achando que é sempre um factoide. Pessoas que não estão acompanhando a política nacional não estão conscientes da real situação”.

Os estudos para decidir os rumos da SIX envolveriam manter a unidade melhorando a eficiência, funcionar parcialmente ou então fechar, questão que é considerada, segundo Picheth. O vereador motiva mobilização para evitar que o cenário atual pese para a última opção. “O estudo existe e ele não seria feito sem alguma intenção”, defendeu. “Não temos até o momento novas áreas de minas, os prazos são apertados para esta aquisição, que ainda não está nos planos. Pelo recente histórico da Petrobras, procura-se acabar com a SIX por inanição. Ou seja, deixar definhando aos poucos até chegar a hora do fechamento”, comentou.

Ledur, por sua vez, reafirmou estar a par do assunto e concordou que este é um momento delicado para a SIX. “O diretor geral da Petrobras é do ramo empresarial e procura a eficiência econômica a qualquer custo. Ele pediu uma análise eficiente de todas as unidades da Petrobras para ver a viabilidade econômica de cada um. Não é um factoide”, disse. “Já mobilizamos todos os políticos possíveis, e temos uma grande equipe agindo. Temos que nos unir politicamente e batalhar para que a SIX seja mantida”.

O ex-prefeito de São Mateus do Sul e liderança de oposição, Luiz Adyr Gonçalves Pereira, defendeu o diálogo com a gerência geral da SIX e sobre buscar apoio também do senador Álvaro Dias, pela sua representatividade no Congresso e ligação com a cidade.

O presidente da ACIASMS deve agendar outra reunião assim que houver novos elementos, sendo mantido o alerta e a comunicação entre o grupo de empresários, políticos e entidades.

Ainda deverá ser agendado um encontro com a gerência geral da SIX, que não estava disponível nesta sexta, para mais esclarecimentos e estreitamento das relações sobre o assunto.

Comentários

Leia também:

Prefeito, vice e vereadores tomam posse em Antonio Olinto

Posse em Antonio Olinto

02 de janeiro de 2017

sem-titulo-1

Retrospectiva 2016

23 de dezembro de 2016