Reunião da Cecesul discute demandas regionais

17 de junho de 2016

Transporte, agricultura, indústria e energia foram abordados enfatizando o associativismo

cecesul

Foto: jornal ACONTECEU

A Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais do Centro Sul do Paraná (Cacesul) promoveu uma reunião em São Mateus do Sul, na manhã de sexta-feira (10), com a participação de vários convidados da cidade e região. Entre os temas discutidos, demandas regionais como o projeto de expansão do gasoduto da Companhia Paranaense de Gás (Compagas), duplicação da BR 476, pavimentação da PR 364, aeroporto regional, agricultura e projeto Xisto Agrícola.
A reunião foi aberta pelo presidente da Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de São Mateus do Sul (ACIASMS), Edson Dacoregio, que comentou sobre o associativismo, que está cada vez mais ganhando força com a participação das pessoas preocupadas com bem comum.
Conduziu a conversa a coordenadora da Cacesul, Maria Salette Rodrigues de Melo, que citou alguns assuntos em que a entidade está atuando. Sobre a duplicação da BR 476, atualizou que o processo está em fase de licitação e pediu união de esforços para que o projeto ande o mais rápido possível. Comentou, ainda, que as cidades de União da Vitória e Porto União estão firmes para transformar o Aeroporto José Cleto em um aeroporto regional, e formalizaram um consórcio, que agora deve abranger os municípios da região. O aumento do ICMS sobre os combustíveis, no entanto, estaria inibindo o andamento do projeto.
O prefeito Clovis Ledur, que também é presidente da Associação dos Municípios Sul Paranaense (Amsulpar), destacou que o projeto para expandir o gasoduto da Compagas a São Mateus do Sul está andando bem, mas que é preciso presença junto ao governo e Assembleia Legislativa. “O gás da Compagas é a esperança de trazer energia e desenvolvimento para a região, não apenas São Mateus do Sul, mas indo até União da Vitória e também até Guarapuava”. A questão da pavimentação da PR 364, que liga São Mateus do Sul e Irati, também apareceu como questão que exige presença. A mais recente previsão é que a licitação ocorra no segundo semestre deste ano.
Ledur ainda destacou o sucesso da agricultura e elencou alguns desafios dos prefeitos da região, principalmente devido à situação econômica atual.

Comentários

Leia também:

Prefeito, vice e vereadores tomam posse em Antonio Olinto

Posse em Antonio Olinto

02 de janeiro de 2017

sem-titulo-1

Retrospectiva 2016

23 de dezembro de 2016