Projeto Xisto Agrícola é apresentado à vice-governadora

26 de julho de 2016

Expectativa é que governo interceda pelas licenças ambientais junto ao IAP

 

DSC_8530Foto: jornal ACONTECEU

 

Na tarde de segunda-feira (25), a vice-governadora do Paraná, Cida Borghetti, conheceu o projeto Xisto Agrícola. A apresentação foi feita por um grupo de São Mateus do Sul, que levou até o Palácio Iguaçu detalhes sobre o que vem se mostrando uma promissora aposta para potencialização da Unidade de Industrialização do Xisto (SIX), a partir dos subprodutos do mineral na produção de fertilizantes.

O encontro envolveu integrantes do Núcleo de Desenvolvimento e Empreendedorismo (NDE) e o deputado Hussein Bakri, e foi viabilizado por intermédio de Telma Staniszewski. Na ocasião, Arnei Luiz Reginato, da gerência de comercialização da SIX, junto de Angela Vernize de Souza Nadolny e do gerente geral da unidade, Emanuel Eduardo Paula de Medeiros, mostrou todo o desenvolvimento do projeto, assegurando a eficiência e a segurança dos produtos, criados a partir de quatro matrizes fertilizantes: água de xisto, calcário de xisto, finos de xisto e xisto retortado. Atualmente, somente a água de xisto já é utilizada, e a mobilização junto ao Estado é justamente para sensibilizar quanto à liberação das licenças ambientais necessárias, no Instituto Ambiental do Paraná (IAP).

Uma nova reunião sobre o assunto está marcada para o dia 8 de agosto, quando devem participar também o governador Beto Richa e representantes do IAP, da Secretaria de Estado do Planejamento, da Companhia Paranaense de Energia (Copel) e técnicos.

Não é um dado oficial, mas estima-se que o Xisto Agrícola possa representar um incremento significativo ao faturamento da unidade, superando a marca de R$ 1 bilhão/ano.

Comentários

Leia também:

Prefeito, vice e vereadores tomam posse em Antonio Olinto

Posse em Antonio Olinto

02 de janeiro de 2017

sem-titulo-1

Retrospectiva 2016

23 de dezembro de 2016