Problema recorrente com cabos de telefonia deixa comércios sem telefone e internet

30 de janeiro de 2015

Possivelmente presos em alturas inadequadas, cabos são facilmente rompidos com a passagem de caminhões; esta semana, estabelecimentos da rua 21 de Setembro ficaram prejudicados

DSC_0738

Um problema recorrente, inclusive já abordado pelo jornal ACONTECEU, continua testando a paciência dos moradores e comerciantes locais. Além de gerar poluição visual e aumentar o risco de acidentes, os cabos de telefonia rompidos prejudicam quem depende da internet e da linha telefônica ligada ao local comprometido.

Esta semana, as casas e comércios da rua 21 de Setembro, no centro da cidade, precisaram lidar com a falta desses meios de comunicação porque um caminhão furgão que passava pela rua arrastou e arrebentou parte da fiação telefônica de quase duas quadras. Após o incidente, o caminhoneiro seguiu viagem, mas foi abordado pela Polícia Militar, que constatou que a altura da carroceria estava dentro dos padrões. O problema, inclusive enfatizado pelo caminhoneiro em sua defesa, seria de que a fiação estava muito abaixo da altura mínima adequada.

A situação é só mais uma das muitas semelhantes que vêm acontecendo na cidade. Na mesma rua, inclusive, outro incidente aconteceu na semana anterior, deixando os estabelecimentos sem telefone e internet por quatro dias. E apesar de restabelecidas as ligações, o acondicionamento dos cabos permanece irregular — se não caídos, presos a alturas visivelmente incompatíveis. “Ficamos sem comunicação e isso prejudica os negócios. Isso além da demora dos consertos e do fato de que ficamos sujeitos a outras ocorrências, pois os cabos voltam à altura de antes”, relata a equipe da Universal Vidros e Acabamentos, que espontaneamente fixou parte dos cabos caídos no poste, na ocorrência anterior.

A reportagem entrou em contato com a Oi, empresa prestadora dos serviços de telefonia e internet, e recebeu uma nota, via assessoria de imprensa, comunicando que vai enviar uma equipe técnica ao referido endereço e disse que “em caso de danos à rede da companhia, a readequação dos cabos e o restabelecimento dos serviços serão realizados o mais brevemente possível”. Apesar de questionada, a empresa não se manifestou em relação à altura de fixação dos cabos de telefonia nos postes.

Fotos: jornal ACONTECEU

DSC_0746

Comentários

Leia também:

Prefeito, vice e vereadores tomam posse em Antonio Olinto

Posse em Antonio Olinto

02 de janeiro de 2017

sem-titulo-1

Retrospectiva 2016

23 de dezembro de 2016