Indefinição sobre inauguração da agência do INSS se prolonga há quase um ano

01 de agosto de 2014

Notícias são escassas e nem mesmo município tem informações sobre início das atividades no espaço

794inss

Quem cruza pelas instalações da nova agência do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) de São Mateus do Sul, na rua Tenente Max Wolff Filho, se pergunta o que falta para que ela inaugure logo. Aparentemente pronta desde o segundo semestre do ano passado, a agência ainda não inaugurou, e a indefinição sobre o início das atividades permeia até mesmo os principais envolvidos — nem o próprio município tem informações.

A agência são-mateuense faz parte do Plano de Expansão da Rede de Atendimento (PEX), que previa a criação de 720 unidades em todo o país, priorizando cidades com mais de 20 mil habitantes que não possuem uma agência da Previdência Social. Com sua instalação, permite-se aos beneficiários ter todos os serviços relacionados a benefícios, entre agendamentos, serviço de orientação e informação e perícias médicas, sem a necessidade de deslocamento a outras cidades.

Construída ininterruptamente por um período até rápido, num terreno central cedido pelo município, a agência viu lentidão nas providências pós-construção. Em novembro do ano passado, o jornal ACONTECEU obteve a informação de que restava a aprovação do governo federal para aquisição do mobiliário, e, oito meses depois, a resposta não é muito diferente. Segundo repassado pela assessoria de imprensa do INSS que responde pela região, ainda há falta de alguns itens do mobiliário, assim como providências na área tecnológica. Segundo a assessoria, recentes cortes de gastos do governo federal refletiram em despesas não essenciais de vários órgãos, entre eles, o INSS, o que pode ser um dos motivos que vêm inviabilizando a conclusão dos últimos procedimentos de novas agências.

Até o fechamento desta edição, a reportagem aguardava da assessoria a informação sobre uma possível data de inauguração, mas não obteve retorno. Questionada anteriormente sobre a possibilidade de o período eleitoral adiar ainda mais a inauguração da agência, como obra pública, a assessora do Instituto disse que este fator não inviabilizaria o imediato funcionamento da nova agência, se tudo estiver pronto.

Por parte do município, nada se sabe. O secretário da Casa Civil, Djair Padilha, disse que a Prefeitura não tem informações oficiais, mesmo tendo feito contato com a gerência executiva de Ponta Grossa. Segundo ele, um dos profissionais que atuam pelo serviço na cidade, e que são servidores municipais, já foi solicitado pela Prefeitura para exercer outras funções. “Os serviços foram sendo reduzidos na iminência da inauguração da nova agência, e atualmente o serviço basicamente se concentra em receber as pessoas e fazer o encaminhamento. Então pedimos o retorno de pelo menos um desses servidores à Prefeitura, que possui essa necessidade”, revela.

Foto: jornal ACONTECEU

Comentários

Leia também:

Prefeito, vice e vereadores tomam posse em Antonio Olinto

Posse em Antonio Olinto

02 de janeiro de 2017

sem-titulo-1

Retrospectiva 2016

23 de dezembro de 2016