Funcionalismo público define paralisação em prol de aumento salarial

18 de julho de 2014

Categoria marcou mobilização para 7 de agosto, quando deverá ser concluído estudo de impacto orçamentário

DSC_0344

Parte do quadro de servidores públicos municipais se reuniu, no dia 10 de julho, em encontro convocado pelo Sindiservidores, para discutir o reajuste salarial do funcionalismo, a modificação de lei que regulamenta alguns benefícios e a reivindicação do plano de carreira. A reunião terminou com a possibilidade de paralisação aberta, para acontecer no dia 7 de agosto.

A discussão gira em torno, principalmente, do reajuste salarial, que dependeria de um estudo de impacto orçamentário prometido pela Prefeitura. Com o prazo dado ao sindicato para tal estudo já expirado, o funcionalismo decidiu por providenciar, a próprio custo do Sindiservidores, a contratação da empresa e a realização do estudo, para que o impasse não se prolongue mais. A previsão, desta forma, é de conclusão em três semanas.

Além do reajuste, os servidores discutiram o reajuste do magistério (8,2%), que, segundo o sindicato, deve ser retroativo a janeiro, quando o piso salarial entrou em vigor. A pauta também inclui a modificação da lei referente à licença especial, que tira benefícios quando os funcionários retiram, por exemplo, outros tipos de licenças previstas em lei.

Foto: jornal ACONTECEU

Comentários

Leia também:

Prefeito, vice e vereadores tomam posse em Antonio Olinto

Posse em Antonio Olinto

02 de janeiro de 2017

sem-titulo-1

Retrospectiva 2016

23 de dezembro de 2016