Estudantes promovem passeata em apoio aos professores

08 de maio de 2015

Cerca de 200 pessoas percorreram ruas da cidade em luto, com faixas, flores e música simbólica

830passeatacapaParticiparam estudantes, pais de alunos e professores, manifestando luto pela educação (fotos: jornal ACONTECEU)

 

Foi ao som de “Pra não dizer que falei das flores”, eternizada na voz de Geraldo Vandré como hino de resistência do movimento civil e estudantil na época da ditadura militar, que cerca de 200 pessoas percorreram as ruas de São Mateus do Sul na última segunda-feira (4), em passeata. O movimento organizado por estudantes foi de apoio aos professores da rede estadual, que enfrentam conflito com o governo por conta de recentes medidas que afetaram a categoria.

Segundo o estudante Lucian Pauli Jaros, a iniciativa surgiu após os acontecimentos de 29 de abril, data em que o projeto que gera mudanças no ParanaPrevidência foi aprovado na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) e violentos confrontos entre policiais e manifestantes deixaram quase 200 pessoas feridas no Centro Cívico. “Não queríamos ficar só na internet, manifestando apoio somente nas redes sociais, mas mostrar nosso apoio nas ruas. Foi uma passeata apartidária e que também não representou nenhum sindicato. Foi feita por alunos para prestar solidariedade aos professores”, conta Lucian.

A passeata percorreu o centro da cidade, todos de preto, passando pelo Colégio Estadual Duque de Caxias e o Colégio Estadual São Mateus, onde flores foram depositadas na entrada, representando o simbolismo do movimento. “São flores de plástico, porque não morrem, assim como a nossa esperança na educação”, destacaram os participantes na ocasião. A caminhada terminou na praça em frente à Igreja Matriz São Mateus.

830passeata IMG_5548 IMG_5551

Comentários

Leia também:

Prefeito, vice e vereadores tomam posse em Antonio Olinto

Posse em Antonio Olinto

02 de janeiro de 2017

sem-titulo-1

Retrospectiva 2016

23 de dezembro de 2016