Escritor recebe título de cidadão honorário de São Mateus do Sul

12 de setembro de 2014

Gerson Cesar Souza foi homenageado em solenidade na Água Branca, local central de sua pesquisa que resultou em livro importante para a história da cidade

800cidadão1

Gerson Cesar Souza agora é “Souzowski”, conforme brincaram os presentes na solenidade realizada na quarta-feira, 3, no pavilhão da igreja da Água Branca. A referência aos mais comuns sobrenomes poloneses presentes em São Mateus do Sul — com terminações em “ski” — leva em conta o fato de o escritor ser agora considerado cidadão são-mateuense. Na ocasião, ocorreu a entrega do título de cidadão honorário ao gaúcho que, há mais de dez anos, reside na cidade e vem colaborando pelo seu resgate histórico e cultural.

A homenagem foi originada por iniciativa dos vereadores Omar Picheth e Geraldo de Paula e Silva, por meio do projeto de lei 015/2014, aprovado por unanimidade na Câmara Municipal, e surgiu semanas após o lançamento do livro A Estrela de Jacó, obra que conta a trajetória do padre Jakob Wróbel no desenvolvimento da pequena comunidade de Água Branca, e que resgatou fatos históricos desconhecidos por muitos são-mateuenses.

A solenidade de entrega do título de cidadão honorário contou com a presença de muitos moradores da localidade, além de autoridades — convidados para compor a mesa, o prefeito Clóvis Ledur, a secretária de Educação e Cultura, Dinéa Distéfano Wiltenburg, o presidente interino da Braspol, Crisanto Cavalcante (também cidadão honorário de São Mateus), o padre Silvano Surmacz e o deputado federal Angelo Vanhoni.

Na ocasião, Picheth enfatizou o trabalho realizado por Gerson, seu amor pela cidade e a gratidão, em nome da comunidade de São Mateus do Sul, por sua colaboração na pesquisa histórica. “Nosso legado está mais rico graças a ele, com sua dedicação ao resgate de nossa memória e à história polonesa, além de estimular o interesse sobre o assunto nas pessoas. Estamos pagando um pouco do preço merecido pelo trabalho que fez”, disse, em seu discurso.

Gerson, por sua vez, contou um pouco de sua trajetória e seu encantamento pela pequena cidade, que o fez deixar o Rio Grande do Sul e negar oportunidades profissionais até mesmo no Rio de Janeiro, agradeceu e dedicou todas as admirações ao padre Wróbel. “São Mateus do Sul foi se apresentando para mim aos poucos, primeiro com a erva-mate, depois com o xisto e, por último, com esta rica cultura polonesa, e minha paixão foi crescendo. Mas o ‘casamento’ em si, acredito que se deu com este livro, sobre o padre Wróbel. Ele sim, ter que ser lembrado por tudo que fez”.

O livro A estrela de Jacó pode ser encontrado facilmente nas bancas da cidade.

800cidadão

Rua recebe denominação em homenagem a Jakob Wróbel

Instantes antes da solenidade de entrega do título de cidadão honorário a Gerson Cesar Souza, a comunidade da Água Branca acompanhou o lançamento da placa que determina a nomeação da rua Jakob Wróbel. A via que dá acesso à igreja centenária da localidade passa, agora, a ter o nome de uma das pessoas que mais colaborou pela região, além da religiosidade, na educação, astronomia e desenvolvimento.

Comentários

Leia também:

Prefeito, vice e vereadores tomam posse em Antonio Olinto

Posse em Antonio Olinto

02 de janeiro de 2017

sem-titulo-1

Retrospectiva 2016

23 de dezembro de 2016