Chocolates artesanais ganham preferência dos são-mateuenses nesta Páscoa

03 de abril de 2015

Grande demanda motivou aumento de profissionais que adotam a cozinha de casa para garantir renda a mais na temporada

DSC_1410

Fotos: jornal ACONTECEU/Arquivo pessoal

A cada ano o mercado de chocolates busca incrementar a oferta de opções para a Páscoa, pegando carona nos personagens infantis do momento e nos novos formatos e sabores que abusam da criatividade. Mas este ano, a impressão é que mais do que nunca os chocolates artesanais ganharam espaço, competindo com as marcas famosas das prateleiras dos supermercados. Em São Mateus do Sul, a grande demanda motivou aumento de profissionais que adotam a cozinha de casa para garantir renda a mais na temporada.

Enquanto o fogão caseiro é o instrumento de trabalho, as redes sociais têm sido a principal vitrine dos produtos. É principalmente por meio delas que as doceiras vêm conquistando os clientes, como Fabiane Nadolny, que já produzia trufas e pela primeira vez investiu na Páscoa, com ovos caseiros. “Mesmo antes da Páscoa muitas pessoas conheciam as trufas, então veio a ideia de utilizar os mesmos recheios trufados nos ovos de chocolate”, conta. Semanas antes do feriado, Fabiane fez amostras para avaliação dos clientes e esta semana se empenhou em cerca de 70 encomendas de ovos, além das tradicionais trufas pelas quais é conhecida. “O pessoal aprovou e tem elogiado bastante. Percebi uma maior preferência em chocolates artesanais”.

Em sua casa no Jardim Santa Cruz, Silvana Guimarães também tem focado na produção de chocolates. A analista de Recursos Humanos recentemente saiu do último emprego formal e na temporada de Páscoa viu a chance de garantir uma renda significativa. Já vende ovos de chocolate há três anos, e viu a procura dobrar nesta Páscoa, em relação ao ano passado. “Vi que muita gente tem produzido, mas mesmo assim a procura surpreendeu. Só eu tenho mais de 200 encomendas”, revela. O diferencial de Silvana são os ovos recheados para comer com colher, novidade dos últimos anos. Os ovos de Páscoa generosos, de 800 gramas, são o destaque, mas a doceira investiu na versão “mini”, de 150 gramas, que popularizou. “A maioria compra por ser novidade, e também pelo custo-benefício”, opina.

Justamente o preço desponta como um atrativo importante. Um levantamento de dados dos setores de supermercado e indústria realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) mostrou encarecimento de quase 10% no preço dos bombons e chocolates de 2014 para 2015. As opções caseiras obviamente variam, mas são atrativas. Os ovos para comer com colher da doceira Silvana custam R$ 37. Os trufados de 350 gramas de Fabiane variam de R$ 20 a R$ 30.

11090354_1427975407502347_771442570_o

Comentários

Leia também:

Prefeito, vice e vereadores tomam posse em Antonio Olinto

Posse em Antonio Olinto

02 de janeiro de 2017

sem-titulo-1

Retrospectiva 2016

23 de dezembro de 2016