Cavaleiros seguem em tropeada até Aparecida do Norte

17 de junho de 2016

Comitiva passou por São Mateus do Sul na segunda-feira (13), levando expressões de fé e tradição

DSC_0380

Foto: jornal ACONTECEU

O trânsito da Avenida Ozy Mendonça de Lima parou por alguns instantes, na tarde da última segunda-feira (13), para dar passagem a um grupo que parte em uma aventura audaciosa. A cidade recepcionou os cavaleiros que compõem uma comitiva rumo a Aparecida do Norte, expressando a fé e a cultura tropeira pelo trajeto.
O grupo é composto por integrantes das cidades catarinenses de Corupá, Monte Castelo, Canoinhas, Três Barras, Papanduva e Santa Cecília, além da paranaense São Mateus do Sul, e deu início à empreitada no domingo (12), saindo de Canoinhas. Pela frente, 1,3 mil quilômetros e 30 dias de viagem.
A passagem por São Mateus do Sul contou com uma bênção em frente à Igreja Matriz São Mateus e na sequência a comitiva seguiu pela Avenida Ozy Mendonça de Lima, atraindo olhares da população. Na ocasião, Cícero Carneiro enfatizou as tradições do tropeirismo e a importância dos muares. “Nós amamos o cavalo, o burro e a mula, e pudesse cada ser humano o que esses animais são capazes de promover, a união e o trabalho”. Também incentivou os participantes da jornada. “Gostaria de honrar a ousadia desses homens, no lombo dos animais. Pessoas com suas bandeiras representando suas cidades ou estados, pessoas de fé. Fé para buscarmos um país melhor”.
São Mateus do Sul é representada na aventura pelo devoto João Ferreira Albuquerque, da Comitiva Mágoa de Boiadeiro, que carrega a imagem de Nossa Senhora Aparecida. “Será nossa companheira de tropeada, abençoando o nosso caminho”.

Comentários

Leia também:

Prefeito, vice e vereadores tomam posse em Antonio Olinto

Posse em Antonio Olinto

02 de janeiro de 2017

sem-titulo-1

Retrospectiva 2016

23 de dezembro de 2016