Uma nova era para São Mateus do Sul: erva-mate local obtém registro de indicação geográfica

13 de outubro de 2016

Selo pode elevar a região para uma posição de destaque nacional e até mundial

 

slide121Integrantes da Associação dos Amigos da Erva-Mathe de São Mateus, durante o 1º IG-Mathe (foto: Divulgação)

 

O intenso trabalho desenvolvido desde 2014 pela cadeia produtiva de erva-mate de São Mateus do Sul começa a colher os frutos. O Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) publicou, na última terça-feira (11), a aprovação do registro de indicação geográfica (IG) da erva-mate são-mateuense. A partir desta data, contam-se 60 dias para manifestação de terceiros em relação ao pedido, permitindo então que o produto seja reconhecido como diferencial no mercado.

“Agora abre-se para o mundo aquilo que tanto falamos aqui”, comemora o presidente da Associação dos Amigos da Erva-Mate de São Mateus (IG-Mathe), Ronaldo Toppel Filho, sobre a qualidade da erva-mate local, que, associando as características de solo e clima da região com método de cultivo, tem uma identidade e um padrão diferenciado por ser mais saborosa e suave. O reconhecimento oficial de tudo isso dá margem para o desenvolvimento da região. “O selo permite a qualificação desse produto e consequentemente a melhoria do mercado, beneficiando não só produtores e industriários, mas setores como hotelaria e restaurantes, por causa do estímulo turístico, além do próprio consumidor que tem a garantia de que está consumindo um produto de qualidade”, explica Toppel.

 

Legado

A região de São Mateus do Sul (que abrange no “IG São Matheus” também os municípios de Antonio Olinto, Rio Azul, Mallet, Rebouças, São João do Triunfo) é conhecida como um centro produtor e comercializador de erva-mate há mais de um século, onde a história da erva-mate se funde com a história do desenvolvimento dos municípios, como um símbolo de representação da identidade cultural. Agora, a erva-mate com indicação geográfica São Matheus deve obedecer ao programa de avaliação de conformidade de acordo com normas técnicas rígidas, controlado pelo Conselho Regulador da IG-Mathe. As propriedades agrícolas e as ervateiras são avaliadas quanto à origem e qualidade, boas práticas agrícolas e de fabricação, rastreabilidade, responsabilidade social e respeito ao meio ambiente. O reconhecimento da procedência traz, portanto, sustentabilidade social e ambiental, agrega valor, garante segurança alimentar e estimula o desenvolvimento regional.

 

Benefício geral

Para o setor, o sentimento é de que o árduo trabalho desenvolvido para obtenção deste selo — que envolveu comprovação da contribuição histórica, dos fatores que tornam o produto diferencial, a delimitação geográfica e a adaptação dos produtores — não foi em vão. “Temos perspectiva de que isso aumente o valor, pois atesta a qualidade que temos”, comenta o produtor e integrante da IG-Mathe, Heliton Lugarini. “Dá orgulho mostrar o seu erval e a forma de trabalho capacitada, que há confiança no seu produto”.

E o trabalho continua, tendo em vista o prestígio da região angariado a partir da IG. O empresário e integrante do Núcleo de Desenvolvimento e Empreendedorismo (NDE) e Conselho do Jovem Empresário (Conjove), Caciano Sousa, comenta sobre uma viagem técnica realizada recentemente para o Vale dos Vinhedos de Bento Gonçalves, região que, após a obtenção da IG, teve seus produtos reconhecidos a nível mundial e configura-se uma das maiores regiões para turismo enólogo, associando o setor aos outros potenciais e provocando o empreendedorismo nesse roteiro. “Eles atingiram uma qualidade excepcional e é algo assim que queremos promover na região de São Mateus do Sul, ligado à Rota do Mate”, aponta.

 

Trabalho conjunto

A Associação dos Amigos da Erva-Mate de São Mateus atribui os resultados ao grande envolvimento em torno do projeto, da integração de entidades e pessoas ligadas os não à cadeia produtiva, e se coloca à disposição também para qualquer município que se interesse em buscar uma indicação de procedência, uma vez que considera-se que toda a região tem potencial para IG.

 

Comentários