Professores da UTFPR trazem orientações para elaboração do Plano de Arborização Urbana

13 de março de 2015

Futuro convênio entre o município e a instituição deve auxiliar no diagnóstico e na legislação para dar início a plano de ação que vai reformular arborização na cidade

Fotos: jornal ACONTECEU

DSC_0616

Os professores Flávia Gizele König Brun e Eleandro José Brun, especialistas em silvicultura urbana e recursos florestais, da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) campus Dois Vizinhos, estiveram em São Mateus do Sul na última sexta-feira (6), para trazer orientações e dispor sobre a abertura de um convênio com o município para auxiliar na elaboração do Plano Municipal de Arborização Urbana, que vem sendo trabalhado pela equipe da Secretaria de Meio Ambiente.

O encontro reuniu o secretário e o diretor de Meio Ambiente, José Ewerling e Thales Okonoski, respectivamente, o arquiteto do município, Guilherme Distéfano Santos, o vereador Antonio Wilson Waligurski (Bira), o secretário de Indústria e Comércio, Renato Possebon, e o prefeito Clóvis Ledur. Na ocasião, o setor de Meio Ambiente apresentou o que já vem sendo trabalhado em relação ao Plano e buscou esclarecer dúvidas, assim como recebeu sugestões dos profissionais da área. Entre os principais desafios do projeto, está adequar o que já existe na arborização atual da cidade à nova legislação e sensibilizar a população para compreender e não rejeitar as mudanças. Os professores orientaram o planejamento. “É um projeto para longo prazo, portanto, para se evitar problemas futuros, a chave é planejar e ter todos os argumentos para as ações que forem necessárias”, destacou Flávia.

Os professores manifestaram possibilidade de convênio entre o município e a UTFPR, para ajudar a estruturar a legislação básica e realizar o diagnóstico, conduzindo o plano de ação que será realizado pelo município. A universidade possui grupos de trabalho em silvicultura e ecologia urbana que muito podem colaborar pela efetivação do projeto.

Finalizando a visita, a equipe de Meio Ambiente levou os profissionais até locais do centro da cidade onde há preocupação em relação às árvores existentes, e mostrou o “projeto-piloto” do município, realizado no entorno da Igreja Matriz São Mateus, que envolveu a retirada de espécies exóticas invasoras e o plantio de mudas de erva-mate e de extremosa.

A Secretaria de Meio Ambiente informou que está fazendo registro de preços para a aquisição de espécies. Entre as novas determinações do Plano Municipal de Arborização Urbana, está a regulamentação sobre podas — culminando na restruturação da equipe do município —, retirada de árvores que apresentam riscos, determinação de espécies nativas a serem plantadas e delimitações de espaços adequados para plantio, entre outras medidas.

DSC_0620

Comentários