Produtores de tabaco se reúnem em São João do Triunfo para tarde de conscientização

08 de agosto de 2014

Seminário abordou temas como o combate ao trabalho infantil e a saúde e segurança dos produtores, na cidade que é considerada a 7ª maior produtora de tabaco do País

SindiTabaco

O município de São João do Triunfo sediou, no dia 30 de julho, o 6º Ciclo de Conscientização, que tratou sobre a saúde e segurança do produtor e também proteção da criança e do adolescente. A iniciativa do Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco), empresas associadas e a Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra) reuniu mais de 450 pessoas no Salão Paroquial do município.

O Ciclo de Conscientização atende aos termos dos acordos firmados perante o Ministério Público do Trabalho (MPT-RS e MPT-Brasília) e faz parte do programa Crescer Legal, que tem o objetivo de prevenir e combater o trabalho de crianças e adolescentes na cultura do tabaco, por meio da conscientização dos produtores integrados e da sociedade, bem como de projetos sociais no âmbito da educação e do lazer. Quem falou sobre o assunto foi a socióloga e advogada Ana Paula Motta Costa, que palestrou sobre os aspectos legais do trabalho infantil e frisou a proibição prevista em lei para utilização de mão de obra menor de 18 anos na cultura do tabaco.

Na área da segurança do produtor, um vídeo foi exibido aos presentes, abordando recomendações sobre as boas práticas de segurança no ambiente de trabalho. O presidente do SindiTabaco, Iro Schünke, frisou, no início do evento, para a importância dos temas abordados para toda a cadeira produtiva. “Para os produtores, preservar a saúde e cumprir a legislação são fatores determinantes para a conscientização. Mas os temas são relevantes, inclusive, para a competitividade do produto brasileiro no mercado mundial de tabaco. O grande diferencial do nosso produto será a produção sustentável, com a proteção à criança e ao adolescente, bem como com respeito às boas práticas agrícolas”, disse.

São João do Triunfo é considerado o sétimo maior produtor de tabaco do Brasil, com quase 2 mil produtores. Na lista dos 20 maiores produtores do País, ainda figuram outros municípios vizinhos, como Rio Azul, Irati e Canoinhas.

Foto: Assessoria SindiTabaco

Comentários